teses

Defendidas em 2018

Total de teses defendidas: 7

Claudia Maria Vasconcelos Lopes

Título: Comunidades de prática na escola pública: a produção discursiva de três docentes envolvidas na construção da interdisciplinaridade

Orientador(a):  Profa. Dra. Paula Tatianne Carréra Szundy

Páginas: 206

Resumo

Esta tese tem os seguintes objetivos: a) compreender a minha trajetória e a de duas docentes que frequentaram o projeto de Formação Continuada, intitulado Práticas de linguagem em diferentes áreas do conhecimento na escola pública (PLIEP); b) revisitar o projeto PLIEP a fim de problematizar as dificuldades enfrentadas por mim e pelas duas participantes ao longo do projeto com base no conceito que comunidades de prática; c) contemplar a relação entre teoria e prática no que diz respeito às ideologias das professoras acerca das concepções de interdisciplinaridade e a epistemologia que circulou ao longo do projeto. O PLIEP foi idealizado por docentes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e submetido à Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à pesquisa do Estado do Rio de Janeiro no programa Apoio à Melhoria do Ensino em Escolas da Rede pública em 2011. Reuniu docentes de três escolas diferentes da
esfera pública, para se debruçar sobre as Práticas de linguagem em diferentes áreas do conhecimento. O estudo, que se alinha ao paradigma qualitativo-interpretativista de pesquisa, faz um recorte no projeto para focar em duas docentes e na minha crise identitária, optando pela metodologia de estudo de caso. O estudo é norteado por uma visão de educação como ato responsável (Szundy, 2014) a partir de concepções de linguagem desenhadas pelo círculo de Bakhtin (1920-24[2012]) e entende a formação continuada no viés epistemológico de comunidades de prática (WENGER, 1998). Os dados são abordados de acordo com a microanálise sociolinguística e o construto teórico-analítico utilizado é a categoria de alinhamento (GOOFMAN,2002). A análise revela que as docentes enfrentaram dificuldades do ponto de vista da gestão da escola em que trabalham e no momento de tessitura do projeto interdisciplinar demandado pela professora do último módulo não percebem mudanças concretas nas suas práticas pedagógicas após o PLIEP. Compreendem que a academia contempla a teoria, mas parece se afastar da prática. Atribuem este fato ao possível distanciamento dos docentes da academia da sala do ensino básico. Contudo, demonstram satisfação em participar do projeto em momentos tênues e sutis. Diferente das duas docentes, podemos dizer que minhas micro (des)estabilizações ao longo do PLIEP em relação à formação continuada e interdisciplinaridade ocupam agora um espaço de total (re)significação. 

Palavras chaves: Formação Continuada, Comunidade de Prática, interdisciplinaridade, escola pública

Abstract 

The objectives of this thesis are as follows: a) to undertand my trajectory and that of other two teachers who participated of the Teacher Development (Continuing Education) Project, entitled Language Practices in different Areas of Knowledge in Public School(PLIEP); b) to review the PLIEP project to question the difficulties faced by me and the other two participants during interactions throughout the project based on the premise informed by the concept of community of practice; c) to reflect on the relation between theory and practice with respect to the teachers’ ideology regarding the concepts of epistemology and interdisciplinary that were present throughout the project. The PLIEP was idealized by teachers of Universidade Federal
do Rio de Janeiro and submitted to Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ) in the program for supporting the improved education in public schools called “Apoio à melhoria do Ensino em Escolas da Rede Pública” in 2011. It gathered teachers from three different public schools to elaborate on “Language practices in different areas of knowledge”. The study, which is in line with the qualitative-interpretivist paradigm of the research, uses the project (PLIEP) to focus on two teachers and my identity crisis, opting for
the case study methodology.The study is guided by a vision of education as a responsible act (Szundy, 2014) based on conceptions of language drawn by the Bakhtin Circle (1920-24 [2012]) and understands the continued education in the epistemological bias of the communities of practice (WENGER, 1998). The data are addressed in accordance to the sociolinguistic microanalysis and the theoretical-analytical construct used is the alignment category (GOOFMAN,2002). The analysis indicates that teachers faced difficulties related to the management of the school where they worked,and, upon developing the interdisciplinary project required by the last module professor, they did not notice concrete changes in their pedagogical
practices after the PLIEP. They understand that the academy contemplates theory, but seems to move away from practice. They attribute this fact to the possible distancing of professors from the elementary school. However, they are pleased to participate in the project in subtle moments. Different from the two teachers, it can be said that my micro (de)stabilizations throughout the PLIEP in relation to my continuous development and interdisciplinarity now occupy a space of total (re)signification.

Keywords: Continued Formation; Community of Practice; Interdisciplinarity; Public school

 

Danuse Pereira Vieira

Título: Nós da/na trama docente: locus para (des)aprendizagens. Um estudo etnográfico sobre o uso das linguagens num contexto escolar em fragmentação.

Orientador(a):  Profa. Dra. Danuse Pereira Vieira

Páginas: 244

Resumo

O objetivo deste estudo é refletir sobre os usos da linguagem durante as aulas de uma professora da rede pública do Rio de Janeiro. Foi construída uma pesquisa etnográfica que
acompanhou a trajetória das aulas de uma docente de História dentro de uma escola da rede estadual do Rio de Janeiro. Esse colégio vivenciou diversas greves durante o período desta
pesquisa e passou por um processo de ocupação estudantil no ano de 2016. Por tais desestabilizações ecoarem diretamente no desenvolvimento deste trabalho, redirecionei a
trajetória de pesquisa e naveguei por rotas de desaprendizagens mútuas, trilhadas por mim e pela professora participante desta pesquisa. Para trazer o contexto situacional e
extrassituacional dessa escola in mundo, precisei me imundiçar e me embrenhar na multiplicidade de textos e discursos que circulavam na unidade em tela; portanto, destaquei a
circulação, as trajetórias e entextualizações contínuas na historicização de tal contexto. Para pensar na construção cooperativa entre mim e a professora participante com o foco nos usos da
linguagem, dividi nossa trajetória num continuum de tempo. Entrelaçando os quadros teóricos propostos por Bakhtin (1953 [2003]) e por Blommaert (2005), refleti sobre os usos das
linguagens e os processos de aprendizagem cooperativa construídos entre a pesquisadora e sua colaboradora numa escola em processos de desestruturação. Como interpretação dos resultados, indica-se que a relação construída entre a pesquisadora e a professora colaboradora foi marcada por discursos internamente persuasivos, com protagonismo ora de uma ora da outra. Frisam-se, também, dois resultados desta pesquisa: os abalos nos modos de fazer pesquisa da pesquisadora; e a tomada de consciência da professora colaboradora a respeito da possibildade de explorar os usos da linguagem em sala de aula.

Palavras-chaves: Usos da linguagem, (des)aprendizagem, fazer cooperativo, trajetórias textuais, etnografia.

Abstract 

This study aims to reflect upon the uses of language in a History class in a public school in Rio de Janeiro. The ethnographic research accompanied the trajectory of a teacher in a State school,
which experienced several strikes during the period of the research and a process of student occupation in 2016. As these destabilizations directly echoed in the development of this study,
I needed to redirect the research trajectory and navigate through mutual (un)learning routes, which were trailed by the teacher and I. In order to bring the situational and extra situational
context of this school in world, I needed to enter in the multiplicity of texts and discourses that circulated in it. Thus, the circulation, the trajectories and continuous intextualizations in the
historicity of such context are highlighted. In order to think about the cooperative construction between the researcher and the teacher having language uses as the focus, I divided our
trajectory in a time continuum. Entwining the frameworks proposed by Bakhtin (1953 [2003]) and Blommaert (2005), I reflected upon the uses of language and cooperative learning built
between the researcher and her collaborator in a school, which was in a dismantling process. As an interpretation of the results it is indicated that the relationship built between the researcher and the teacher was marked by internally persuasive discourses, with protagonism now and then. It also highlights two results of this research: the shakes in the researcher’s ways of doing research; and the collaborative teacher’s awareness of the possibility of exploring the uses of language in the classroom.

Keywords: Language uses, (un)learning, cooperative action, textual trajectories ethnography.

 

Erika de Freitas Coachman
Título: “Ele é pura diversão”: uma análise das performances cômicas do universo shakespeariano

Orientador(a):  Prof. Dr. Marlene Soares dos Santos

Páginas: 263

Resumo

Analisar o riso provocado pelas performances cômicas shakespearianas faz parte de um esforço arqueológico, uma tentativa de reconstruir os significados transmitidos por essas representações à luz das crenças, valores e conhecimentos próprios do público da época elisabetana-jaimesca. Um dos principais obstáculos é o desafio imposto pela efemeridade das representações teatrais, repletas de improvisos, trejeitos, tons de voz e imprevistos que uma mera análise do texto dramático não é capaz de recuperar. Ao se propor o estudo das personagens cômicas do universo shakespeariano, esta tese concentra seu foco no que
há de mais incontinente e imprevisível em seu teatro: a saber, as performances cômicas dos clowns. Revisitando as teorias sobre o riso e a comicidade, esta pesquisa busca elementos para entender o fenômeno do clown e suas funções no palco shakespeariano. Por último, é proposta uma tipologia das performances cômicas formada por sete categorias principais: os pedantes, os criados, os policiais, os trapaceiros, os rústicos, os bobos e os cavaleiros. O objetivo é entender as motivações dessas diferentes representações humorísticas e o que havia em comum entre elas, além de identificar as inspirações clássicas, medievais, folclóricas e contemporâneas que contribuíram para moldá-las.

Palavras-chave: riso, clown, performance, Shakespeare e comicidade.

Abstract 

Analyzing the laughter provoked by Shakespearean comic performances is part of a major archaeological effort, an attempt to reconstruct the meanings transmitted by such representations, taking into account the values, beliefs and knowledges of ElizabethanJacobean audiences. One of the main obstacles is the challenge posed by the ephemerality of theatrical productions, filled with improvisations, facial expressions, tones of voice and unforeseen events that a mere analysis of the dramatic text is not capable of recovering. Aiming at studying the comic performances in the Shakespearean universe, this research concentrates its focus on what is most inconvenient and unpredictable about his theatre; that is, the clown’s comic performances. As it revisits theories on laughter and the comic, this thesis searches for elements to understand the phenomenon of the clown and his functions on the Shakespearean stage. Lastly, it also proposes a typology of comic performances formed by seven main categories: pedants, servants, constables, tricksters, rustics, fools and knights. The objective is to understand what these different humorous representations shared in common and identify which folk, classical, medieval and contemporary inspirations helped moulding them.

Keywords: laughter, clown, performance, Shakespeare and the comic.

 

Jacqueline Gomes Vicente
Título: Análise de material elaborado por uma professora autora do Ensino médio técnico federal: os novos letramentos no Processo de ensino e aprendizagem de leitura em inglês

Orientador(a):  Profa. Dra. Paula Tatianne Carréra Szundy

Páginas: 238

Resumo

Considerando minha experiência profissional, observo que os materiais didáticos elaborados por professores vêm conquistando espaço e a preferência dos profissionais dos cursos técnicos
da rede federal de educação. Consequentemente, observa-se uma profusão de materiais didáticos elaborados por professores e equipes pedagógicas com a finalidade de suprir as
necessidades que esses profissionais acreditam não serem atendidas pelos livros didáticos. Contudo, esses materiais também têm sido alvo de questionamentos e pesquisa. Nesse
sentido, o objetivo do presente trabalho é analisar um material didático para o ensino de leitura em língua inglesa que foi elaborado por uma professora com textos de diferentes
gêneros do discurso, especificamente páginas iniciais, extraídos da Internet para alunos do ensino médio técnico do curso de automação industrial de uma instituição federal de ensino e,
a partir daí, compreender como o ensino de leitura por meio de textos multimodais originados nas novas tecnologias favorece o desenvolvimento, a própria compreensão leitora e a
consciência crítica do aluno que vai ingressar o mercado de trabalho. Para entender o corpus, apresento a revisão da literatura sobre linguagem (Bakhtin, [1953] 2003; Fabrício, 2006;
Voloshinov, [1929] 2017), sobre ideologia linguística (Silverstein, 1979; Woolard, 1998; Bakhtin, 2006; Eagleton, 2007), sobre gêneros (Bakhtin, 2003; Dolz; Schneuwly, 2004; Costa, 2009), sobre a pedagogia dos letramentos (Cope e Kalantzis,1999; 2012; Rojo, 2012; Signorini, 2012; Kalantzis; Cope, 2012), sobre os multiletramentos (Kress e van Leeuwen, 2003; Kalantzis; Cope, 2006; Signorini, 2010; Rojo, 2013), e sobre as categorias da linguística sistêmico-funcional (Halliday e Matthienssen, 2004, 2004; Martin; White 2005; Halliday; Matthiessen, 2014). A metodologia de pesquisa se constitui pela seleção de cento e vinte atividades de leitura encontradas no arquivo da instituição de ensino envolvida nesta pesquisa com a finalidade de análise daquelas que tivessem a estrutura mais recorrente, portanto, treze atividades do total. Assim, o corpus foi submetido à análise para responder a primeira questão de pesquisa relativa às dimensões da pedagogia dos letramentos – didático, funcional e crítico – de Kalantzis e Cope (2012) que podem ser apontados no processo de elaboração do material. Subsequentemente a essa análise, as semioses encontradas neste corpus foram analisadas à luz do subsistema Ideal-Real do sistema de valora da informação, do subsistema campo visual do sistema de saliência e do sistema de enquadramento de Kress e Van Leeuwen (2006), bem como pelos construtos teóricos dos multiletramentos de Cope e Kalantzis (2012). Como proposto na terceira questão de pesquisa, os enunciados das atividades tiveram seus verbos interpretados com o auxílio do sistema de transitividade da metafunção ideacional de Halliday e Matthiessen (2014). Para finalizar a análise do corpus, a dimensão de significado ideológico dos multiletramentos de Cope e Kalantzis (2012) e o subsistema de engajamento do sistema de avaliatividade de Martin e White (2005) foram
utilizados para interpretar as ideologias projetadas pelas atividades. Os resultados da análise de dados revelam que a elaboração do material tem resquícios dos letramentos didático e
funcional, não contemplando dimensões do letramento crítico e usando as imagens como mera ilustração para o layout das atividades. Quanto aos processos da linguística sistêmico
funcional encontrados nos enunciados, observo que são prioritariamente materiais, exigindo uma postura passiva do aluno ao requerer apenas que ele execute tarefas sem questioná-las.

Palavras-chave: Linguagem; Ideologia Linguística; Letramentos; Multiletramentos; Material Didático Elaborado por Professores.

Abstract 

Considering my professional experience, I observe that teachers-generated materials have been attracting educational professionals’ preferences related to technical courses in English
language teaching in the federal education sector. Consequently, a great variety of didactic materials have been developed by teachers and teaching teams, in order to meet the needs
which these professionals believe are not met by textbooks. However, these materials have also been subject to criticism and research. In this sense, the objective of this work is to
investigate a teacher-generated material for reading comprehension in English language based on texts of different genres, specially homepages, that was elaborated by an English language
teacher working for a federal technical high school and focusing the Automation course. Henceforth, to understand how the teaching of reading comprehension through multimodal texts originated from new technologies can favor the process of reading comprehension itself and students’ critical awareness before facing the world of employment. In order to understand the corpus, I review the literature on language (Bakhtin, [1953] 2003, Brazil, 2000, Fabrício, 2006, Voloshinov, [1929] 2017), on linguistic ideology (Silverstein, 1979; Woolard, 1998; Bakhtin, 2006; Eagleton, 2007), on discourse genres (Bakhtin, 1957; Dolz; Schneuwly, 2004; Costa, 2009), on literacies (Cope; Kalantzis,1999; 2012; Rojo, 2012; Signorini, 2012; Kalantzis; Cope, 2012), on multiliteracies (Kress; van Leeuwen, 2003; Kalantzis; Cope, 2006; Signorini, 2010; Rojo, 2013) and on Funcional-Systemic Linguistics (Halliday, 2004; Martin; White 2005; Halliday; Matthiessen, 2014). The research methodology consists of the selection of one hundred and twenty reading activities found in the archive of the educational institution involved in this research for the purpose of analyzing ten percent of this total. Thus, the corpus was submitted to the analysis to answer the first question of research concerning the types of exercises proposed by its author, thus it was observed in the light of Kalantzis and Cope’s (2012) didactic, functional and critical literacies. After this, semiosis found in this corpus were analyzed considering Kress and Van Leeuwen’s (2006) information value, salience and framing systems, as well as Cope and Kalantzis’ (2012) Multiliteracies theoretical constructs. Considering the second research question, the exercises’ instructions had their verbs interpreted by Halliday and Matthiessen’s (2014) transitivity. And finally, Cope and Kalantzis’ (2012) Multiliteracies ideological dimension as well as Martin and White’s (2005) engagement theory were used to interpret the ideologies projected by the activities. The results of the data analysis reveal that the elaboration of the material has traces from didactic and functional literacies, not considering the instances of the critical literacies and using the images as a mere illustration of the activities’ layout. In relation to the processes (Halliday; Matthiessen, 2014) found in the instructions, I construed that they are primarily the material ones, requiring a passive attitude from the students who are expected to perform tasks without questioning them.

Keywords: Language, Linguistics Ideologies; Literacies; Multiliteracies; Teacher-Generated Materials.

 

Júlio Cesar Salles Boaventura
Título: Suburbanos e farofeiros em trânsito: entre a fricção e a (re)construção textual de subjetividades fora do lugar.

Orientador(a):  Profa. Dra. Branca Falabella Fabrício

Páginas: 186

Resumo

O objetivo desta tese é investigar as trajetórias textuais que engendram relações sócio-espaço-raciais conflituosas entre moradores de diferentes regiões da cidade do Rio de Janeiro. Foco, sobretudo, nas disputas semióticas constituídas em torno do acesso de moradores de comunidades pobres à orla da Zona Sul da cidade. Sob a metodologia de rastreamento textual (FABRÍCIO, 2014a; FABRÍCIO, 2014b; RYMES, 2012), exploro uma ampla cadeia discursiva, constituída por construções midiáticas advindas de diferentes e esparsas dimensões espaço-temporais. A partir dos conceitos de escala (LEMPERT, 2012; BLOMMAERT, 2015; BLOMMAERT; DE FINA, 2015; GAL, 2016; CARR; LEMPERT, 2016) e de cartografia comunicável (BRIGGS, 2005; 2007; 2011), analiso nessas publicações o modo como a audiência é interpelada, segundo padrões metapragmáticos específicos, e os efeitos sócio-semânticos decorrentes. Nesses gestos interpretativos, crio inteligibilidade a partir do confronto entre as minhas perspectivas escalares e as projetadas nos eventos comunicativos apreciados. Abordo também as recontextualizações de algumas dessas produções em interações disponibilizadas nos ambientes digitais investigados, privilegiando os trabalhos escalares que projetam mudanças na correlação de forças em jogo. No percurso textual selecionado, debruço-me sobre uma série de acontecimentos discursivos,
performativamente interligados, que trata da antecipação da operação verão de 2015 – com o início das blitz policiais nos acessos à orla da Zona Sul, da ação violenta de “justiceiros” e do evento do Facebook denominado Farofaço. A análise demonstrou que a mobilização de significados moderno-coloniais e civilizatórios em determinados textos constituiu cartografias comunicáveis hegemônicas que subjetivaram subalternamente pretos, favelados e suburbanos. Outrossim, o movimento analítico também indicou que, apesar da ampla sustentação social, tal comunicabilidade foi criativamente refutada por potentes recontextualizações nos ambientes interacionais investigados, ensejando a emergência de novas histórias e performances que reinventam as relações intersubjetivas nos espaços públicos e projetam uma cidade mais democrática e afeita à heterogeneidade e à mistura de existências.

Palavras-chave: Farofaço, escala, performatividade, comunicabilidade, biopolítica, necropolítica, colonialidade do poder, gnose liminar

Abstract 

The objective of this dissertation is to investigate the textual trajectories that engender conflicting social-spacial-racial relationships among residentes from different places in Rio de Janeiro. I focus, above all, on semiotic disputes constituted about the access of poor communities residents to the beaches of the South Zone of Rio de Janeiro. The metodology which guides the research is a textual tracking (FABRÍCIO, 2014a; FABRÍCIO, 2014b; RYMES, 2012) – I explore a wide discursive chain, constituted by media constructions that come from different and sparse spacial-temporal dimensions. Based on the concepts of Scale (LEMPERT, 2012; BLOMMAERT, 2015; BLOMMAERT; DE FINA, 2015; GAL, 2016; CARR; LEMPERT, 2016) and Communicable Cartography (BRIGGS, 2005; 2007; 2011), I analyse the way the audience is interpelled in these publications according to specific metapragmatic patterns and the social semantic arising effects. In these interpretative gestures, I create intelligibility by means of the confront between my scale perspectives and the scale perspectives projected in the communicative events observed. I also approach the recontextualizations of some of these productions in interactions available in the digital network studied, specially focusing on the scale works that forecast changes in the correlation of forces involved. In the textual route chosen, I concentrate on a range of discursive happenings performatically connected, that focus on the antecipation of “Operação Verão 2015” – with blitz operations on the way to the beaches of the South Zone of Rio de Janeiro, on the violent actions of “Justiceiros”, and on the Facebook event named “Farofaço”. The analyses demonstrated that the mobilization of modern-colonial and civilizing meanings in certain texts constituted hegemonic communicable cartographies that produced subordinate “pretas, faveladas e suburbanas” subjectivities.  On the other hand, the analytic movement also indicated that, although the wide social support, this communicability was creatively refuted by powerful recontextualizations in the social networks interactions studied, allowing the emergence of new stories and performances that recreate the intersubjective relationships in public spaces and project a more democratic city, that welcomes heterogeneity and multiple human existences.

Keywords: Farofaço, scale, performativity, communicability, biopolitics, necropolitics, coloniality of power, border gnosis.

Luciana Nunes Viter

Título: Aprendendo a aprender idiomas com recursos digitais

Orientador(a):  Profa. Dra. Kátia Cristina do Amaral Tavares

Páginas: 232

Resumo

Este trabalho pretende investigar a integração de recursos digitais às práticas de aprendizagem de alunos de um curso de língua inglesa e seu engajamento e necessidades relacionadas a esse contexto. As questões de pesquisa são: 1) Em quais estratégias de aprendizagem mediadas por tecnologias digitais os estudantes efetivamente se engajaram durante e ou após o curso do qual participaram? Quais características dessas estratégias favoreceram seu engajamento? 2) Quais necessidades desses estudantes com relação à integração do uso de recursos digitais
aos seus processos de aprendizagem da língua inglesa foram evidenciadas e atendidas no contexto investigado? E quais não foram? Por quê? O estudo fundamenta-se em uma revisão teórica sobre engajamento discente (APPLETON; CHRISTENSON; FURLONG, 2008; PARSONS; RESCHLY; CHRISTENSON, 2012; TAYLOR, 2011; TROWLER, 2010; ZYNGIER, 2009, entre outros), variáveis motivacionais do engajamento (RYAN; DECI, 2000, 2011, 2012; THOMAS, 2002, 2012, entre outros), estratégias para aprendizagem de idiomas (BENSON, 2013, 2014; OXFORD, 2017, entre outros), integração de tecnologias ao ensino-aprendizagem de idiomas (BAX, 2003; BLAKE, 2013; CHAPELLE, 2008; GODWIN-JONES, 2016; REIS, 2013; WALKER, WHITE, 2013; WARSCHAUER, 1996, entre outros) e avaliação da integração de tecnologias (ALBERTS, 2013; CARROLL, 2004; VERBEEK, 2005, entre outros). Os dados, gerados por questionários, registros de
interações on-line e entrevistas, indicam que os alunos efetivamente se engajaram em estratégias de aprendizagem mediadas por tecnologias quando estas eram, em sua maioria, ubíquas, simples, adequadas, variadas, efetivas, interativas e seguras. Além disso, os resultados revelam que as necessidades dos estudantes relacionadas à integração de recursos digitais evidenciadas no contexto pesquisado foram total ou parcialmente atendidas. Ao final da pesquisa, é proposto um modelo teórico para avaliar a integração de tecnologias em contextos de aprendizagem de línguas a partir dos achados da investigação. 

Palavras-chave: engajamento, integração das tecnologias, ensino-aprendizagem de idiomas.

Abstract 

This work intends to investigate the integration of digital resources to students learning practices in an English language course and their engagement and needs regarding this context. The research questions are: 1) In what technology-mediated learning strategies did students effectively engage during and after the course in which they participated? What characteristics of these strategies favored their engagement? 2) What needs of these students regarding the integration of digital resources in their English language learning processes were evidenced and met in the researched context? And which ones were not? Why? The study is based on a literature review of students’ engagement ((APPLETON; CHRISTENSON; FURLONG, 2008; PARSONS;
RESCHLY; CHRISTENSON, 2012; TAYLOR, 2011; TROWLER, 2010; ZYNGIER, 2009, among others), engagement motivational variables (RYAN; DECI, 2000, 2011, 2012; THOMAS, 2002, 2012, among others), language learning strategies (BENSON, 2013, 2014; OXFORD, 2017, among others), integration of technologies in language teaching and learning (BAX, 2003; BLAKE, 2013; CHAPELLE, 2008; GODWIN-JONES, 2016; REIS, 2013; WALKER; WHITE, 2013; WARSCHAUER, 1996, among others) and the evaluation of technologies integration (ALBERTS, 2013; CAROLL,
2004; VERBEEK, 2005, among others). The data, generated by questionnaires, records of online interactions and interviews, indicate that students effectively engaged in learning strategies mediated by technologies that were, mostly, ubiquitous, simple, adequate, varied, effective, interactive and secure. In addition, the results reveal that students’ needs related to integration of digital resources evidenced in the researched context were fully or partially fulfilled. At the end of the research, a theoretical model to evaluate technologies integration in language learning contexts is purposed from the findings of the investigation.

Keywords: engagement, technologies integration, language teaching and learning.

Valdiney da Costa Lobo

  Título: Educação de reexistência no ensino de língua espanhola: problematizando discursos racistas e xenófobos na produção de tiras em quadrinhos e de uma unidade temática

Orientador(a):  Prof. Dr. Rogério Casanovas Tilio

Páginas: 216

Resumo

Essa tese de doutorado tem por objetivo apresentar uma pesquisa autoetnográfica conceitualista (ADAMS; JONES; ELLIS, 2015), a partir da análise de atividades de letramento de leitura (TILIO, 2017) de uma unidade temática que aborda relações raciais no ensino de língua espanhola. A unidade foi preparada por mim e pensada para uma turma da primeira série do Ensino Médio do Colégio Universitário da Universidade Federal Fluminense – COLUNI – UFF, onde atuo como docente. Como aporte acerca de questões identitárias e raciais plurais, não essencialistas e construídas socialmente, utilizo os pressupostos teóricos de Quijano (2000); Woodward (2006); Moita Lopes; Bastos (2010), Munanga (2008), Vidal (2012) e Baeninger (2012). Além disso, dialogo com os conceitos de culturas híbridas (CANCLINI, [1997] 2003), cultura dominante (HALL, [2003] 2013) e fluxos transculturais/translocais (PENNYCOOK, 2007). Nessa tese, construo a unidade temática em relação dialógica com a produção das tiras em quadrinhos (RAMOS 2009a) da Turma do Fulano/Fulano y su pandilla. Sob tal viés, as tiras buscam apontar para letramentos de reexistência (SOUZA, 2011) que visam a contribuir para a problematização de vontades de verdade nas estruturas de longa duração (FOUCAULT, [1970] 1999), sinalizando para microrreexistências cotidianas ressignificadas na linguagem (SOUZA, 2011). Nas tiras, os personagens principais são um adolescente brasileiro, negro, aluno de escola pública e uma imigrante boliviana adolescente residente no Brasil. Os personagens visam a contribuir para a
desaprendizagem (FABRICIO, 2006) de discursos racistas e xenófobos construídos nas relações de poder (FOUCAULT [1979] 1997), a partir de seus posicionamentos linguístico-discursivos. As múltiplas semioses dos quadrinhos não se alinham somente a uma perspectiva contextual sociocultural, mas também histórica. As narrativas são perpassadas por efeitos de sentidos de humor (POSSENTI, 2010) e pretendem ressemantizar sentidos historicamente cristalizados da colonialidade do poder (QUIJANO, 2000) que contribuiram para deslegitimar indivíduos com os fenótipos negro (MUNANGA, 2008) e andino (VIDAL, 2012). Nesse viés, a elaboração das atividades de letramento de leitura da unidade temática perpassa a proposta pedagógica de educação de reexistência que desenvolvo nessa pesquisa. A análise que proponho busca observar/compreender se e como as atividades de letramento de leitura (nas etapas de pré-leitura, leitura e pós-leitura) elaboradas a partir das tiras da Turma do Fulano e de outros gêneros discursivos (BAKHTIN [1979] 1997) podem vir a contribuir para que os alunos repensem o racismo e a xenofobia, além de poder visibilizar a construção de práticas de reexistências a tais preconceitos, a partir dos posicionamentos linguístico-discursivos materializados nos textos do material didático (TOMLINSON; MASUHARA, 2013). Após o percurso analítico, observei que as atividades de letramento de leitura podem contribuir para três aspectos importantes: a reflexão e o posicionamento crítico acerca de preconceitos raciais e de nacionalidade construídos socio-historicamente; a compreensão da tira e dos demais gêneros discursivos como produções textuais elaboradas multissemioticamente, socialmente e historicamente que visam a produzir efeitos de sentidos nas interações com os interlocutores; e a observação da materialização léxico-gramatical de posicionamentos racistas e de reexistência em português e espanhol nos textos. Por fim, averiguei que, embora as materialidades linguísticas dos textos sejam problematizadas em algumas atividades de compreensão leitora, poderia haver uma maior incidência de questões que sinalizassem para os aspectos léxico-gramaticais da língua espanhola, com a finalidade de vir a contribuir para uma maior apropriação linguística dos discentes no ensino de língua espanhola no processo de educação de reexistência.

Palavras-chave: ensino de língua espanhola; educação de reexistência; autoetnografia conceitualista; Turma do Fulano (personagens fictícios); letramento de leitura.

Abstract 

Esta tesis de doctorado tiene como objetivo presentar una investigación autoetnográfica conceptualista (ADAMS; JONES; ELLIS, 2015), a partir del análisis de
actividades de literacidad de lectura (TILIO, 2017) de una unidad temática que abarca relaciones raciales para la ensenãnza de lengua española. He preparado el material didáctico para un grupo del primer año de la secundaria del Colegio Universitario de la Universidad Federal Fluminense – COLUNI – UFF, donde actuo como docente. Los aportes teóricos que uso acerca de cuestiones identitarias y raciales plurales, no esencialistas y construidas socialmente son los de Quijano (2000), Woodward (2006), Moita Lopes; Bastos (2010), Munanga (2008), Vidal (2012) y Baeninger (2012). Además, propongo un diálogo con los conceptos de culturas híbridas (CANCLINI, [1997] 2003), cultura dominante (HALL, [2003] 2013) y flujos transculturales/translocales (PENNYCOOK, 2007). En esta tesis, produzco  la unidad temática en relación dialógica con la elaboración de las tiras cómicas (RAMOS 2009a) de la Turma do Fulano/Fulano y su pandilla. Bajo esta orientación, las tiras intentan señalar para literacidades de reexistencia (SOUZA, 2011) que pretenden contribuir para la problematización de voluntades de verdades en las estructuras de larga duración (FOUCAULT, [1970] 1999), señalando para las microreexistencias cotidianas resignificadas en el lenguaje (SOUZA, 2011). En las tiras, los personajes principales son un adolescente brasileño, negro, estudiante de escuela pública y una inmigrante boliviana adolescente que vive en Brasil. Los personajes intentan contribuir para el desaprendizaje (FABRICIO, 2006) de discursos racistas y xenófobos construidos en las relaciones de poder (FOUCAULT [1979] 1997), a partir de sus posicionamientos linguístico-discursivos. Las múltiples semiosis de las tiras cómicas no se relacionan solamente a uma perspectiva contextual sociocultural, sino también histórica. Las narrativas se constituyen por los efectos de sentidos de humor (POSSENTI, 2010) y pretenden resemantizar sentidos históricamente cristalizados de la colonialidad del poder (QUIJANO, 2000) que han contribuido para deslegitimar individuos con los fenotipos negro (MUNANGA, 2008) y andino (VIDAL, 2012). Bajo esta orientación, la elaboración de actividades de literacidad de lectura de la unidad temática se basa en la
propuesta pedagógica de la Educación de Reexistencia que desarrollo en esta investigación. El análisis que propongo intenta observar/comprender si y cómo las actividades de literacidad de lectura (en las etapas de prelectura, lectura y poslectura) construidas a partir de las tiras cómicas de Fulano y su Pandilla y de otros géneros discursivos (BAJTÍN [1979] 1997) pueden venir a contribuir para que los estudiantes repiensen el racismo y la xenofobia, además de poder visibilizar la construcción de prácticas de reexistencias a estos prejuicios, a partir de los posicionamientos lingüístico-discursivos materializados en los textos del material
didáctico (TOMLINSON; MASUHARA, 2013). Tras la trayectoria de análisis, he observado que las actividades de literacidad de lectura puden contribuir para tres aspectos relevantes: la reflexión y el posicionamiento crítico acerca de prejuicios raciales y de nacionalidad construidos sociohistoricamente; la comprensión de la tira y de los demás géneros discursivos como producciones textuales elaboradas multisemioticamente, socialmente e históricamente que buscan producir efectos de sentidos en las interacciones con los interlocutores; y la observación de la materialización léxico-gramatical de posicionamientos racistas y de
reexistencia en portugués y español en los textos. Por fin, averigüé que, aunque las materialidades lingüísticas de los textos sean problematizadas en algunas actividades de comprensión lectora, podría haber una mayor incidencia de cuestiones que señalaran para los aspectos léxico-gramaticales de la lengua española, con la finalidad de poder contribuir para una mayor apropiación lingüística de los alumnos en la enseñanza de lengua española en el proceso de educación de reexistencia.

Palabras clave: enseñanza de lengua española; educación de reexistencia; Fulano y su Pandilla (personajes ficticios); autoetnografía conceptualista; literacidad lectora.