theses

2020 - 2017 Quadrennium

Total number of theses defended: 34

THESES DEFENDED IN 2020

Total number of theses defended: 17

Aline da Silva Azevedo de Carvalho

Título: Trajetórias textuais do assassinato de Cláudia Silva Ferreira: entre necrótopos e cartografias de reexistência

Orientador(a):  Prof(a). Dr(a). Maria de Fátima Lima Santos

Coorientador(a):  Prof(a). Dr(a). Branca Falabella Fabrício

Páginas: 186

Resumo

O objetivo desta tese é investigar as trajetórias textuais (RYMES, 2012) do assassinato de Cláudia Silva Ferreira, mais uma vítima da política de matabilidade instaurada por uma
bionecropolítica (LIMA, 2018b) na cidade do Rio de Janeiro. Mais um necrótopo, termo que cunho aqui a partir de Bakhtin (1997), Foucault (2008a) e Mbembe (2003) a fim de contemplar mortes recorrentes de pessoas negras. Em 16 de março de 2014, a auxiliar de serviços gerais, mãe e mulher negra, saiu de casa para comprar pão no morro da Congonha, em Madureira, quando foi baleada por policiais militares. Segundo eles, o copo de café que Cláudia portava teria sido confundido com uma arma. Ela teve seu corpo jogado na parte de trás de um camburão. Os policiais, ao tentarem socorrê-la, arrastaram seu corpo por cerca de 300 metros a caminho do hospital. A morte de Cláudia seria só mais um exemplo de morte acidental de moradores de comunidades pobres na cidade, entretanto, um cinegrafista amador filmou seu arraste e vendeu esse vídeo para o jornal Extra. 
A partir daí, a notícia da morte da “mulher arrastada”, modo como Cláudia foi descrita pela maior parte da mídia, circulou por diversos meios de comunicação: programas de TV, versões
online e impressas de diversos jornais pelo Brasil e pelo mundo, redes sociais de ativistas, etc. No recorte de dados realizado, concentro-me nos embates discursivos feitos a partir de
publicações como o Jornal Extra; o portal G1 e no telejornal SBT RJ. Levando em consideração tal circulação, pretendo investigar que projeções escalares (CARR e LEMPERT, 2016) são feitas a partir das entextualizações de notícias do assassinato de Cláudia e o que elas indexicalizam. Ao me debruçar sobre os dados, a partir de uma visão performativa de linguagem, (AUSTIN, 1990), percebo que parecem haver fricções entre projeções escalares que indexicalizam violências (necrótopos), heranças de um racismo que é estrutural (ALMEIDA, 2019), e as projeções que refutam as cartografias de violência e atos de fala que ferem e propõem cartografias de reexistência em que nome, rosto e dignidade são reivindicados a Cláudia.

Palavras-chave: necrótopo – bionecropolítica – escala – indexicalidade – entextualização – reexistência.

Abstract 

The purpose of this dissertation is to investigate the textual trajectories (Rymes, 2012) of the murder of Cláudia Silva Ferreira, yet another victim of the “shoot to kill policy” established by the bionecropolitics (Lima, 2018) in the city of Rio de Janeiro. Another “necrótopo”, term that I create here from Bakhtin (1997), Foucault (2008a e 2010) e Mbembe (2003) in order to refer to the recorrent deaths of black people. On March 16, 2014, a general services assistant, mother and black woman, left home to buy bread at Morro da Congonha, in Madureira when she was shot by the military police. According to them, the coffee cup that Claudia was carrying would have been mistaken for a gun. She had her body thrown in the trunk of a police car. The police officers, when supposedly trying to help her, dragged her body for about 300 meters on the way to the hospital. Cláudia’s death, which would be just another example of accidental death of residents of poor communities in the city, but an amateur cameraman filmed the dragging and sold the video to the newspaper Extra. From  then on, the news of the death of the “dragged woman”, the way Cláudia was described by most of the media, circulated through several media: TV programs, online and printed versions of several newspapers in Brazil and in the world, social networks of activists, etc. In the data selected, I focus on the discursive clashes made from publications such as Jornal Extra; the G1 portal and the SBT RJ newscast. Taking this circulation into account, I intend to investigate what scalar projections (Carr and Lempert, 2016) are made from the entextualizations of news of Cláudia’s murder and what they indexicalize. As I look at the data, under a performative view of language, Austin (1960; 1990), I realize that there seems to be frictions between scalar projections that index violence (necrotopes), inheritances of racism that is structural (Almeida, 2019) and to projections that refute cartographies of violence and speech acts that hurt and propose cartographies of reexistence in which name, face and dignity are claimed for Cláudia.

Keywords: necrótopo – bionecropolitics – scale – indexicality – circulation – reexistence.

 

Bruna Scheiner Gomes Pimenta

Título: O uso da rede social educativa Edmodo em um projeto interdisciplinar no ensino fundamental: um estudo sob a perspectiva da Teoria da Atividade

Orientador(a):  Prof(a). Dr(a). Kátia Cristina do Amaral Tavares

Páginas: 179

Resumo

A partir de considerações sobre a comunicação mediada por computador e tecnologias digitais de informação e comunicação na educação, a presente pesquisa teve como objetivo identificar os usos feitos da rede social educativa Edmodo por estudantes e professores e avaliar, sob a ótica de ambos, o uso de tal plataforma. Para isso, foi desenvolvido um estudo de caso de cunho etnográfico no contexto de um projeto interdisciplinar em uma escola pública federal no Rio de Janeiro com  turmas do sexto ano. Tal investigação foi embasada em pressupostos teóricos sobre redes sociais (ELLISEN & BOYD, 2008; RECUERO, 2010), redes sociais educativas (CARLSON & RAPHAEL, 2015; SANDU, 2015; GAY, 2017) e Teoria da atividade
(ENGESTRÖM,1987,1999; DANIELS, 2003). Os dados foram gerados através de questionários on-line e registro de mensagens trocadas entre os participantes no Edmodo. Ao adotar a perspectiva da Teoria da Atividade e considerar o contexto de investigação como uma rede de atividades, a análise de dados foi feita a partir da descrição dos seguintes sistemas de atividade: Implementar ações do Projeto e Utilizar o Edmodo, seguida pela releitura das mensagens no Edmodo e pelo agrupamento delas por núcleos de significados. Os resultados revelam que o Edmodo foi usado como instrumento de aprendizagem e meio de comunicação pelos estudantes e como meio de comunicação, repositório, sala de aula invertida e instrumento de feedback pelos professores. Os dados sugerem ainda a existência de conflitos relacionados às regras e à divisão do trabalho. Apesar dos conflitos identificados, os participantes avaliam a  experiência com o Edmodo de forma positiva e indicam o interesse em usar a rede social educativa novamente em oportunidades futuras.

Palavras-chave: Edmodo; Rede social educativa; Redes sociais; TDIC; Teoria da Atividade

Abstract 

Considering computer mediated communication and the digital technologies of information and communication in Education, the present research aims at identifying the uses of the educational social network Edmodo by students and teachers and evaluate, according the participants’ point of view, the use of this platform. To this intent, a case study of ethnographic matrix was developed in the context of an interdisciplinary project in a public federal school in Rio de Janeiro with sixth grade classes. This investigation has been grounded on theoretical foundations about social network (ELLISEN & BOYD, 2008; RECUERO, 2010), educational social networks (CARLSON & RAPHAEL, 2015; SANDU, 2015; GAY, 2017) and Activity Theory (ENGESTRÖM,1987,1999; DANIELS, 2003). Data were generated through online questionnaires and the record of online messages exchanged between the participants in Edmodo. Adopting the perspective of Activity Theory and considering the research context as a network of activities, data were analysed based on the description of the following activity systems: Implementing actions of the project and Using Edmodo followed by the reading of the messages in Edmodo and the categorization of meaning cores. The results show that Edmodo was used as
learning tool and means of communication by students and as means of communication, repository, flipped classroom and feedback instrument by teachers. Data suggest the existence of conflicts related to rules and division of labor. Despite the conflicts identified, the participants evaluated the experience with Edmodo positively and indicate interest in using it again in future opportunities.

Keywords: Edmodo; Educational social network; Social networks; ICDT; Activity Theory

 

Cláudia Rebello dos Santos Santos

Título: Atividades colaborativas e tecnologias digitais em uma disciplina de escrita acadêmica em inglês: um estudo de caso

Orientador(a):  Prof(a). Dr(a). Kátia Cristina do Amaral Tavares

Páginas: 197

Resumo

O presente estudo de caso etnográfico busca investigar uma turma de uma disciplina sobre linguagem, escrita e habilidades acadêmicas em língua inglesa com uma abordagem colaborativa mediada por TDIC no curso de Licenciatura em Letras em uma universidade federal rural na Baixada Fluminense. O objetivo do estudo é compreender se e como os discentes participam ativamente e colaboram entre si nos três ambientes da disciplina (a sala de aula presencial, um grupo da turma no aplicativo WhatsApp e grupos menores no Google Docs no Google Drive) durante as atividades colaborativas propostas. Além disso, o estudo de caso teve o objetivo de investigar e compreender a percepção dos participantes sobre colaboração e aprendizagem no processo de desenvolvimento de suas habilidades acadêmicas, principalmente da escrita acadêmica em língua inglesa. A investigação tem o objetivo de contribuir para reflexão sobre a mediação de tecnologia com abordagens centradas nos alunos. Outra contribuição esperada é, em segundo plano, que o presente estudo possa contribuir para a reflexão sobre o processo de ensino-aprendizagem de escrita acadêmica nesse contexto. Para responder às questões propostas nesta investigação de cunho interpretativista, foram usados os seguintes instrumentos de pesquisa: um questionário semiaberto, um questionário aberto, registros no diário da professora-pesquisadora e registros de atividade nos recursos das ferramentas utilizadas durante o processo. Os dados gerados sobre a participação e práticas colaborativas da docente e dos discentes durante o processo foram analisados à luz da teoria de aprendizagem colaborativa, principalmente de seis critérios que foram elaborados para medir se houve cooperação ou colaboração dos alunos durante as atividades nos ambientes da turma. (DILLENBOURG 1996; KENCZINSKI et al 2007) São eles: divisão de trabalho, objetivos, dinâmica, hierarquia, competências e comunicação. O objetivo envolveu descrever e compreender como os discentes comportavam-se em cada critério no processo de ensino-aprendizagem proposto. Fatores que facilitaram ou dificultaram a colaboração entre os discentes também foram elencados nos resultados, sendo os principais fatores apontados de caráter afetivo, como o medo de exposição, insegurança com suas habilidades linguísticas e resistência à ferramenta digital. Acredita-se que a investigação também venha a contribuir para a discussão sobre propostas pedagógicas para o ensino superior, como a de aprendizagem colaborativa, significativa e inclusiva mediada por tecnologias digitais de informação e comunicação, como ferramentas e recursos que possibilitam colaboração entre discentes e docentes.

Palavras-chave:

Abstract 

This case study aims at investigating a group in a course on academic language, writing, and skills in English within a collaborative approach with DICT mediation in a Licenciatura in
Languages in a rural federal university in Baixada Fluminense, Rio de Janeiro, Brazil. The research goal is to understand if and how students participate actively and collaboratively among
themselves in the three environments (face-to- face classroom, a group on WhatsApp app, and smaller groups on Google Docs on Google Drive) in the planned collaborative activities
Furthermore, this case study aims at describing and analyzing the participants’ assumptions on collaboration and learning in the process of academic skill development, specially of academic
writing. This research is expected to contribute to the reflection on technology mediation and student-centered learning approaches. In addition, this study may contribute to discussions on
the academic writing learning process in this context. In order to address the research questions, the following search instruments were used: a semi-open questionnaire, an open questionnaire, the professor’s journal notes, and the records on the digital tools of the apps. The data on participation and collaboration among the professor and students in the process were analyzed based on collaborative learning theory, mainly on seis criteria which were defined to assess if the students cooperate or collaborate in the activities in group’s the environments. (DILLENBOURG 1996; KENCZINSKI et al 2007) These criteria are division of labor, objectives, dynamics, hierarchy, competencies and communication. I intended to describe and analyze how students behaved in each of these criteria in the focused learning process. Factors which helped or hindered this collaboration among the students and professor were also targeted. These factors were mostly affective aspects, such as fear of being exposed, lack of self-confidence in their language skills, and resistance to digital technology tools. It is also expected that this research could contribute to the discussion on methodology on higher education, as collaborative, meaningful, and inclusive learning approaches mediated by technology tools that enhance collaboration among students and professors.

Keywords:

 

Cláudia Maria de Lima Graça

Título: Circulação de discursos e produção de existências: cartografia performativa em uma ocupação urbana para moradia

Orientador(a):  Prof(a). Dr(a). Branca Falabella Fabrício

Páginas: 197

Resumo

Esta tese é a construção de um estudo gerado pelas afetações e escrevivências experimentadas por mim ao conhecer as ruínas dos prédios abandonados pelo IBGE, ao conviver com os seus moradores e as suas histórias de vida durante quatro anos, período em que tive contato com histórias de vida e experiências que circularam em diferentes contextos como conversas entre moradores, textos jornalísticos e discursos políticos, entre outros. Considerando as inúmeras entextualizações de narrativas sobre a chamada ocupação do IBGE-Mangueira, realizadas não apenas por mim em meu diário cartográfico mas também por moradores do morro da Mangueira, pela mídia e por instituições governamentais, o objetivo deste estudo é cartografar a circulação desses textos, atentando para o emprego de múltiplos recursos semióticos e as ideologias que indiciam. A pesquisa se desenha metodologicamente pelo caráter processual, qualitativo e investigativo do método cartográfico. Em termos teórico-analíticos, ela associa uma visão performativa de linguagem ao conceito de entextualização (BAUMAN & BRIGGS, 1990) e de escalabilidade (TSING, 2012). Ao longo do rastreamento cartográfico, reconstruo as políticas públicas de urbanização e de habitação que ao longo dos séculos vêm sendo  implementadas no Brasil e na cidade do Rio de Janeiro, caracterizando-as como projetos escaláveis, i.e. que se expandem com pouca ou quase nehuma alteração. De acordo com  esse modo de circulação, denominado autocontido, discursos e ações de orgãos oficiais forjaram, e ainda forjam, a ocupação da cidade segundo parâmetros de segregação socioespacial. Entretanto, a autocontenção convive com outras formas de movimentação performativa de discursos, textos e práticas: a contaminação. As falas e as vivências de moradores do morro da Mangueira entextualizadas do meu diário cartográfico apontam para outros modos de vida que não se enquadram nos padrões de urbanização legitimados. Ao rastrear parte dos discursos produzidos por moradores do IBGE-Mangueira, observando as intensidades e potencialidades de suas vozes, destaco as forças de resistência e as batalhas permanentes para práticas de sobrevivência em meio a destroços de territórios. Acompanho a luta travada semiótica e micropoliticamente na reivindicação de uma moradia digna e do “direito de existir e de levar uma vida vivível” (BUTLER, 2015). Em tais iniciativas é preciso contaminar-se, i.e. adaptar-se ao território e as condições “disponíveis” e, a partir delas, reinventar a existência. Ao justapor dois modos de
circulação de textos e discursos, autocontido e contaminado, este trabalho reflete sobre os efeitos das políticas públicas urbanas e habitacionais que vêm sendo implantadas no Brasil
ao longo dos séculos e sobre a urgência da universalização do direito à moradia e à cidade de maneira igualitária.

Palavras-chave:  cartografia; ocupação urbana; performatividade; entextualização; circulação de discursos; escalabilidade.

Abstract 

This thesis is the construction of a study created by the affects experienced by me when I knew the ruins of the abandoned buildings by IBGE, living with its residents and their life stories for four years, a period in which I had contact with stories of life and experiences that circulated in different contexts such as conversations between residents, journalistic texts, and political speeches. Considering the innumerable entextualizations of narratives about the so-called occupation of IBGE-Mangueira, carried out not only by me in my cartographic diary but also by residents of Morro da Mangueira, by the media and by governmental institutions, the objective of this study is to map the circulation of these texts, paying attention to the use of multiple semiotic resources and the ideologies they point to. The research is methodologically designed by the procedural, qualitative and investigative character of the cartographic method. In theoretical-analytical terms, it associates a performative view of language to the concept of entextualization (BAUMAN & BRIGGS, 1990) and scalability (TSING, 2012). Throughout the cartographic tracking, I reconstruct the public policies of urbanization and habitation that over the centuries have been implemented in Brazil and in the city of Rio de Janeiro, characterizing them as scalable projects, that is, projects that expand with little or almost no change. According to this mode of circulation, called self-contained, speeches and actions by official bodies produced and still produce the occupation of the city according to parameters of socio-spatial segregation. However, self-contention coexists with other forms of performative  movement of speeches, texts and practices: the contamination. The speeches and experiences of residents of the Morro da Mangueira entextualized from my cartographic diary point to other ways of life that do not fit in the legitimate urbanization patterns. When I tracked part of the speeches produced by residents of IBGE-Mangueira, observing the intensities and potential of their voices, I highlighted the resistance forces and the permanent battles for survival practices amid the territory wreckage. I accompany the struggle waged semiotic and micropolitically in conquering the demand for a decent habitation and the “right to exist and lead a livable life” (BUTLER, 2015). In such initiatives it is necessary to contaminate yourself, i.e. adapt yourself to the territory and the “available” conditions and, from this point on, reinvent the existence. By juxtaposing two ways of circulation of texts and speeches, self-contained and contaminated, this work reflects on the effects of urban and housing public policies that have been implemented in Brazil over the centuries and on the urgency of the universalization of the right to habitation
and the city in an equal way. 

Keywords: cartography; urban occupation; performativity; entextualization; circulation of speeches; scalability.

 

Douglas Roberto Knupp Sanque

Título: Atividades colaborativas e tecnologias digitais em uma disciplina de escrita acadêmica em inglês: um estudo de caso

Orientador(a):  Prof(a). Dr(a). Kátia Cristina do Amaral Tavares

Páginas: 197

Resumo

Este trabalho tem por objetivo estudar como se deu a comunicação do impeachment da ex-Presidenta Dilma Rousseff. Tomando a sessão de votação da Câmara dos Deputados como central para o processo, empreendo uma análise de córpus que aponta que o signo “família” tem grande relevância nessa sessão. Com base nessa relevância, empreendo um rastreamento de trajetórias textuais (BLOMMAERT, 2005; FABRICIO, 2012) para compreender como os discursos de deputados e deputadas respondem intertextualmente (BAKHTIN, 1981a) a textos anteriores e posteriores. Com base em uma visão performativa de linguagem (PENNYCOOK, 2010), compreendo que os significados são construídos discursivamente no momento da enunciação. Os resultados indicam que as performances intensas (COUPLAND, 2007) de deputados respondem a condições metapragmáticas de emergência dessas performances, que
criaram indexicalmente uma chave metapragmática geral de oposição entre Nação e Corruptos ao construir o impeachment de Dilma. Nas performances de deputados, essa chave é
recontextualizada, tendo a família como célula fundamental da Nação. Essa imbricação família-9 nação entrelaça significados patriarcais, heteronormativos e nacionalistas que seriam então base do governo Temer e da eleição de Jair Bolsonaro em 2018.

Palavras-chave: impeachment; família; indexicalidade; metapragmática; linguística de córpus; rastreamento de trajetórias textuais

Abstract 

This thesis aims at studying how the communication of the impeachment of former President of Brazil Dilma Rousseff was constructed. Taking the voting session in the lower house of
Parliament as the central point for the process, I run a corpus analysis which indicates that the sign “family” has great relevance in this session. Based on said relevance, I employ the methodological strategy of tracking textual trajectories (BLOMMAERT, 2005; FABRICIO, 2012) to understand how the speeches of congressmen and women respond intertextually
(BAKHTIN, 1981a) to previous and posterior texts. Based on a performative view of language (PENNYCOOK, 2010), I understand meaning-making as discursively constructed in the moment
of enunciation. Results indicate that congressmen‟s high performances (COUPLAND, 2007) respond to metapragmatic conditions of emergence of such performances. Such conditions
indexically created a general metapragmatic key which opposes the Nation and corruption, when 11 constructing Dilma‟s impeachment. In the performances of congressmen, this key is
recontextualized, having the family as the fundamental cell of the Nation. This imbrication family-nation binds together social meanings of patriarchy, heteronormativity and nationalism
which would be the basis of the Temer administration as well as of the election of Jair Bolsonaro in 2018.

Keywords: impeachment; family; indexicality; metapragmatics; corpus linguistics; tracking textual trajectories.

 

Eduardo Espíndola Braud Martins

Título: Prazeres plásticos: dispositivos de saber-poder na atual economia de plataforma

Orientador(a):  Prof. Dr. Luis Paulo Moita Lopes

Páginas: 178

Resumo

Neste trabalho, analiso a produção corpóreo-discursiva do prazer íntimo e erótico no Chaturbate, plataforma de sexcam na qual pessoas realizam apresentações sexuais explícitas a um determinado público via webcam. Parto da utilização do Lovense Lush, vibrador que pode ser controlado à distância pela plateia durante tais shows, para estudar como ambos esses dispositivos (Foucault, 2009[1982]; Agamben, 2009), junto à linguagem, participam da atividade carnal desenvolvida e elaboram formas de contato que, em seu desenrolar, reafirmam e desestabilizam os sentidos daquilo que entendemos por “sexo”, “corpo”, “pessoa”, “tecnologia”, “toque”, “prazer”, “erotismo” e “intimidade”. Baseando-me em uma visão performativa de linguagem (Austin, 1990[1962]; Pennycook, 2007), nos fundamentos da etnografia para a internet (Hine, 2001, 2005, 2012, 2015) e em discussões sobre o momento político e econômico atual
(Deleuze, 1992[1990]; Hardt & Negri, 2004; Guyer, 2016; Preciado, 2018[2008]), investigo como a construção de um corpo dito “natural”, intrinsecamente “humano”, é reproduzida e negociada nas interações sociodiscursivas traçadas no Chaturbate por meio de repertórios semióticos e tecnológicos que performam e realizam aquilo que se entende como “prática sexual” por excelência, e nas quais o vibrador, enquanto “cópia do pênis” (Preciado, 2014[2000]), tem papel central. O foco é explorar não somente como “corpos” são “tocados” por meios de interações na plataforma em questão, mas também como é que esses mesmos “corpos” se constroem como tais nesses eventos, realizando, performativamente, a ontologia de suas próprias realidades e elaborando modos de sentir e expressar sentimentos de excitação sexual e corpórea. Com isso, amplio a ideia de performance linguística para além do “humano” (Pennycook, 2018) e passo a considerar outros dispositivos como atuantes na instauração de práticas sociais (Latour, 2012). 

Palavras-chave: Dildo. Etnografia. Performance. Pós-Humano. Prazer. Sexcam.

Abstract 

In this work, I analyze the corporeal-discursive production of intimate and erotic pleasure on Chaturbate, a sexcam platform in which people develop explicit sexual performances for an audience via webcam. As my primary unit of analysis, I take the Lovense Lush, a vibrator that can be controlled remotely by the audience during these shows, to study how both apparatuses (Foucault, 2009[1982]; Agamben, 2009), along with language, participate in the carnal activity and develop ways of getting in touch that, during the event, reaffirm and undermine senses of what we understand by “sex”, “body”, “person”, “technology”, “touch”, “pleasure”, “eroticism”, and “intimacy”. Relying on a performative view of language (Austin, 1990[1962]; Pennycook, 2007), internet ethnographic research (Hine, 2001, 2005, 2012, 2015), and discussions about the current political moment (Deleuze, 1992[1990]; Hardt & Negri, 2004; Guyer, 2016; Preciado,
2018[2008]), I investigate how the construction of a so-called (and “essentially human”) “natural body” is reproduced and negotiated in sociodiscursive interactions that happen on Chaturbate through semiotic and technological repertoires that perform and create what is traditionally understood as “sexual practice”, and in which the Lush vibrator, as a “copy of the penis” (Preciado, 2014[2000]), has the main role. The focus is to explore not only how “bodies” are “touched” by interactions in the platform in question, but also how these very “bodies” built themselves as such in these events, elaborating, performatively, the ontology of their own realities and developing ways of perceiving and expressing sexual and corporeal feelings. Thereby, I expand the idea of linguistic performance beyond the “human” (Pennycook, 2018) and start considering other apparatuses as active agents in the composition of social practices (Latour, 2012).

Keywords: Dildo. Ethnography. Performance. Posthuman. Pleasure. Sexcam.

 

Elisabete Pessoa L. da Silva

Título: Discursos em cena no Cancioneiro da Cidade Nova, de Mello Moraes Filho: um olhar sobre as identidades ciganas

Orientador(a):  Prof(a). Dr(a). Luciana Nascimento

Coorientador(a):  Prof(a). Dr(a). Branca Falabella Fabrício

Páginas: 170

Resumo

Partindo da noção de discurso, nossa proposta é estudar o Cancioneiro dos Ciganos, de Mello Moraes Filho, conjugando contribuições teóricas de algumas áreas de conhecimento, como Linguística Aplicada, Literatura, História e Etnografia, para indagar sobre a identidade do povo cigano com foco na cidade do Rio de Janeiro no século XIX. A imagem dos ciganos foi  construída a partir de um olhar preconceituoso e eurocêntrico, associando-os ao que há de pior na sociedade: ladrões, embusteiros, falsos e incultos. Esse estereótipo foi reforçado pelo discurso do autor que compilou o cancioneiro, com a pretensão de mostrar, por meio dos versos, a identidade cigana, contudo, o que se constata é apenas a ratificação desse discurso, que não dá voz ao povo cigano, ainda que tenha sido essa a proposta. Percorremos, então, outros discursos e teorias a fim de delinear o ethos do discurso do povo cigano no Brasil, que se mistura ao ethos propriamente dito, visto que são os locais menos prestigiados da cidade que abrigam essas pessoas.

Palavras-chave: Linguística Aplicada. Mello Moraes Filho. Ciganos. Identidade. Cancioneiro.

Abstract 

Starting from the notion of discourse, our proposal is to study the Cancioneiro dos Ciganos, by Mello Moraes Filho, combining theoretical contributions from some areas of knowledge such as Applied Linguistics, Literature, History and Ethnography to inquire about the identity of the gypsy people with focus on the city of Rio de Janeiro in the nineteenth century. The image of the gypsies was built from a prejudiced and Eurocentric point of view, associating them with the worst in society: thieves, deceivers, false and uneducated. This stereotype is reinforced by the discourse of the author who compiled the cancioneiro, with the pretension of showing, through the verses, the gypsy identity, however, what we verified is only the ratification of this discourse, which does not give voice to the gypsy people, even if that has been the proposal. We then turn to other discourses and theories in order to delineate the ethos of the discourse of the gypsy people in Brazil, which mixes with the ethos itself, since it is the less prestigious places of the city that shelter these people.

Keywords: Applied Linguistics. Mello Moraes Filho. Gypsies. Identity. Cancioneiro.

 

Fernanda Silva Dias de Aquino

Título: O Brasil-Império de D. Pedro II no projeto civilizatório: uma análise discursiva dos diários e das falas do trono

Orientador(a):  Prof. Dr. Luis Paulo Moita Lopes

Páginas: 178

Resumo

O presente trabalho aborda como realizou-se o projeto civilizatório no Brasil durante o Segundo Reinado (1840-1889). Para tanto, foram analisados os diários e as falas do trono de D. Pedro
II, relacionando-se tais discursos com as ações de civilização tomadas pelo Império. O Estado nacional brasileiro nasceu a partir da transferência da coroa portuguesa para o Brasil e ganhou
moldes diferentes ao longo do tempo. No Segundo Reinado, a construção simbólica de nacionalidade ganhou força como um projeto político de nação e contou com um forte investimento nas instituições, leis, livros etc., sobretudo por parte do Imperador, que esteve presente em momentos-chave nas reformas propostas. A Tese levanta uma discussão acerca das dificuldades de instauração do projeto civilizatório dentro de um Estado de economia agroexportadora de base escravista. Questiona-se como foi contraditório o ideal de civilização que buscou inserir a sociedade como nação ideal, baseada sobretudo nos “moldes da Europa”, mas que manteve a escravidão durante oitenta anos e excluiu indígenas de seu projeto. Percebe-se como desde o início a nação fora pensada por e para uma elite, que justificava seus atos em razão do desenvolvimento econômico do país. Para a análise do presente trabalho, utilizou-se a Análise de Discurso de Pêcheux e Orlandi, que permitiu relacionar a linguagem com a perspectiva materialista da história, em diálogo com Marx, Florestan Fernandes, Caio Prado Jr., entre outros. Além disso, baseou-se em Afonso Carlos Marques dos Santos a reflexão sobre o projeto civilizatório e a construção do Estado nacional no Brasil. Dessa maneira, a pesquisa concebe as estratégias discursivas dos documentos analisados como práticas ideológicas dentro de um contexto específico. Nos discursos de D. Pedro II nota-se que não existem práticas desinteressadas. Evidenciamos, assim, como as ações e os discursos civilizatórios justificaram-se a partir de um ideal de nação, mas que tiveram por finalidade a manutenção da forma monárquica de governo.

Palavras-chave: D. Pedro II, projeto civilizatório, século XIX, discurso.

Abstract 

IThis thesis addresses how the civilization project was carried out in Brazil during the Second Empire (1840-1889). To this end, we have analyzed the diaries and speeches from the throne
of D. Pedro II, relating these speeches to the civilizational actions taken by the Empire. The Brazilian national state was born from the transfer of the Portuguese crown to Brazil. In the
Second Empire, the symbolic construction of nationality gained strength as a political project for the nation and counted on a strong investment in institutions, laws, books, etc., especially
on the part of the Emperor, who was active at key moments in the proposed reforms. The present work raises a discussion about the difficulties of establishing the civilization project within a
slave-based agroexport economy. We point out how contradictory the ideal of civilization was when it sought to establish society as an ideal nation, based on the “European society”, but that
kept slavery for eighty years and excluded the indigenous population from its project. It is clear that from the very beginning the nation had been thought by and for an elite, who justified their actions due to the country’s stage of economic development. For the analysis of the present work, we used Pêcheux and Orlandi’s Discourse Analysis, which allowed to relate language
with the materialist perspective of history, in dialogue with Marx, Florestan Fernandes, and Caio Prado Jr., among others. In addition, we based our discussion about the civilizing project
and the construction of the national state in Brazil on the studies of Afonso Carlos Marques dos Santos. This way, the research conceives the discursive strategies of the analyzed documents
as ideological practices within a specific context. In the speeches of D. Pedro II it is noted that there are no disinterested practices. Thus, we show how civilizing actions and discourses were
justified based on an ideal of nation, but whose purpose was to maintain the monarchical form of government.

Keywords: D. Pedro II, civilizing project, 19th century, discourse.

 

Gleiton Matheus Bonfante

Título: A LINGUAGEM NA PELE: afeto como ato de fala
perlocucionário

Orientador(a):  Prof. Dr. Rodrigo Borba

Coorientador(a):  Prof(a). Dr(a). Branca Falabella

Páginas: 175

Resumo

A linguagem toca cada centímetro da nossa pele. Mesmo sobre a genitália, recoberta pelos panos e pudores, pelos silêncios e pavores, repousa a língua que produz em nós efeitos materiais. Essa tese investiga a produção material de afeto nos corpos através de estímulos semióticos. Para tanto, a análise se ocupa de performances íntimo-espetaculares de si em um contexto específico: grupos virtuais no WhatsApp para performance do desejo bareback, termo popular para se referir ao sexo anal consentido sem camisinha entre homens. As performances online do desejo bareback agem sobre corpos, com eles interagem. Por isso, seus discursos e performances desejantes são investidos de interesse analítico guiado pelas lentes dos gatilhos afetivos do discurso (Bonfante, 2018): qualquer fato ou recurso linguístico que indexicaliza um afeto. Observar os gatilhos afetivos do discurso nos permite entender como corpo, afeto e discurso se articulam, tanto teoricamente quanto nas práticas discursivosexuais locais. Além dos gatilhos afetivos do discurso, outros instrumentos teórico-analíticos permeiam a análise das performances ínimo-espetaculares: indexicalidade, perlocucionários sedimentativos e perlocucionários imediatos, conceitos que compõem a metodologia que guia a reflexão: a Erótica dos Signos, cujo foco analítico são sextapes, nudes, densas descrições dos detalhes íntimos do corpo, anúncios para procura de parceiro sexual, sexo verbal e outras performances que espetacularizam a intimidade através da descrição/construção de partes do  corpo. As questões de pesquisa não apenas interrogam as maneiras como as performances íntimo-espetaculares são ensaiadas e como elas afetam seus interlocutores/consumidores, alterando os estados de seus corpos. Elas também tensionam a universalidade de conceitos ético-metodológicos como consentimento e intimidade e desafiam visões de linguagem positivistas, pois exploram as interações sensuais com o celular nas bodegas e vielas da linguagem, condenadas ao obscurantismo pela ansiedade causada pelo corpo fluido e aberto aos prazeres. Corpo que pulsa nessa tessitura inflado de desejos individualistas inculcados pela promessa das liberdades neoliberais. Algumas das conclusões desta escritura são que na sociedade íntimo-espetacular, prazeres do corpo performados e os contornos da genitália construídos semioticamente são relevantes produtores de subjetividade e inteligibilidade na construção do sujeito político, na construção de uma metodologia de pesquisa semiótica e na construção de um mundo social mais ético, onde a saúde sexual é democratizada. 

Palavras-chave: 1. Sexo bareback. 2. WhatsApp. 3. Etnografia virtual. 4. Performance e Performatividade. 5. Afeto.

Abstract 

Language touches every inch of our skin. Even the genitals, covered by fabric and pudency, by silence and fear, cannot be hidden from language that produces material effects on us. This
thesis investigates the material production of affection on bodies through semiotic stimuli. Therefore, the analysis deals with intimate-spectacular performances of the self in a specific
context: virtual groups on WhatsApp for the performance of bareback – a popular term to refer to consented anal sex without condoms among men – desire. The online performances of
bareback desire act on bodies, interact with them. Therefore, its desiring speech acts are invested with analytical interest guided by the lenses of the
affective triggers of discourse
(Bonfante, 2018): any linguistic fact or resource that indexes an affection. Observing the affective triggers of discourse allows us to understand how body, affection and discourse
intertwine, both theoretically and in the local discursive-sexual practices. In addition to the affective discourse triggers, other theoretical-analytical instruments permeate the analysis of
the intimate-spectacular performances:
indexicality, sedimentative and immediate perlocutionary, concepts that inform the methodology that guides the reflection: the Erotic of the Signs, whose analytical foci are sex tapes, nudes, dense descriptions of intimate details of the body, ads for sexual partners, verbal sex and other performances that spectacularize intimacy through the description / construction of body parts. My research questions do not only interrogate the ways in which intimate-spectacular performances are put on and how they affect their interlocutors / consumers, altering the states of their bodies. They also tension the universality of ethical-methodological concepts like consent and intimacy and challenge positivist perspectives on language, as they explore sensual interactions with the cell phone in language’s bodegas and alleys, condemned to obscurantism by the anxiety caused by the fluid
and pleasurable body. Body that pulsates in this dissertation inflated with individualistic desires inculcated by the promise of neoliberal freedoms. Some of the conclusions of this
writing are that in the intimate-spectacular society, the pleasures of the performed body and the contours of the genitalia performed semiotically are relevant producers of subjectivity and
intelligibility in the construction of the political subject, in the construction of a semiotic research methodology and in the construction of a more ethical social world, in which sexual
health is truly democratized.

Keywords: 1. Bareback sex. 2. WhatsApp. 3. Virtual ethnography 4. Performance and Performativity. 5. Affect.

 

Jaime de Souza Júnior

Título: #Humanity_Washed_Ashore – transmidiatização da Guerra na Síria: (re)enquadramentos, disputas textuais online e des(h)umanização.

Orientador(a):  Prof(a). Dr(a). Branca Falabella Fabrício

Páginas: 176

Resumo

Esta pesquisa transdisciplinar se interessa pelas guerras civis-globais (HARDT e NEGRI, [2004] 2014) e por como as experiências que os conflitos contemporâneos geram são construídas através de enquadres materializados em textos midiáticos de maneira multissemiótica (i.e. articulando os domínios verbal, visual e digital). A tese se apoia em Butler (2010) ao tomar como objeto de pesquisa específico os enquadres de conflito envolvendo crianças e a participação de um corpo infantil no trabalho de comunicação da Guerra na Síria, aqui entendida através da Teoria Ator-rede (LATOUR, 2012) como uma rede controversa de relações híbridas entre participantes humanos e não-humanos. Assim, tal foco se direcionou à circulação da fotografia de  um menino refugiado de 3 anos, A(y)lan Kurdi, que faleceu tentando escapar da guerra em 2015. Essa circulação gerou trajetórias textuais e disputas transmidiáticas responsáveis por sinalizar trabalho semiótico (KRESS, 2015) e (des)estabilizações na comunicação dessa guerra entre domínios de saber-poder (FOUCAULT [1970] 1990) como os espaços midiáticos de jornalismo perito e as redes sociais. Tais trajetórias deram visibilidade transcultural a um evento digital (SOUZA JÚNIOR, 2015a, p.318) disseminado de modo translingual, primeiro em turco, no Twitter.com, como #KiyiyaVuranInsanlik e, depois, foi ‘traduzido’ em sentido mais amplo no resto do globo através do inglês como #HumanityWashedAshore (i.e. “Humanidade despejada na praia”). O software NodeXL foi usado para acessar as trajetórias transmidiáticas e gerar o corpus de textos digitais compreendendo matérias jornalísticas, tweets, além de imagens meméticas do Facebook e do Twitter acoplando-se a expressões iniciadas por hashtag (SOUZA JÚNIOR, 2018). O programa retornou 11.008 postagens relacionadas ao evento digital. Depois disso, baseados em Latour (2012), procedimentos metodológicos oligópticos foram executados para gerar recortes e discuti-los seguindo critérios quali-quantitavos de relevância para entender a circulação do evento. A tese toma o evento digital como um evento social e, considerando a perspectiva ética pós-colonial (VENN, 2000), buscou criar inteligibilidade sobre como (na circulação de textos digitais) repertórios biopolíticos (FOUCAULT, ([1977-1978]2008) e geopolíticos (des)orientam a co-produção relacional e sócio-historicamente situada de sujeitos/alteridades, (re)interpretações e disputas textuais online com efeitos offline que (re)enquadram: 1) o conflito em si; 2) as crises de (i)mobilidade e as operações de fronteira (MEZZADRA e NEILSON, 2013); e 3) os efeitos do conflito (i.e. a morte infantil nesse contexto). Esses (re)enquadramentos apontam, por um lado, as disputas textuais e a maneira ético-normativa como ‘tribunais midiáticos’ operacionalizam performativamente (BUTLER,1997) enquadres de purificação textual ou injúria multimodal derivando modos de hierarquização, dicotomias e deslocamentos ou apagamentos e invisibilização que ‘autorizam’ a desumanização de refugiados. Por outro lado, as reinterpretações desenvolvidas na repetição da circulação expõem e fissuram a normatividade de tais tribunais, expondo sua operacionalização de reconhecimento seletivo e, como efeito da iterabilidade, que repete, mas transforma (DERRIDA, [1971]1991), mostram relações ético-reflexivas de reivindicação do direito ao luto atrelado-o à humanização da criança morta. Aí, as noções de ‘infância’ e ‘anjo’ foram importantes para humanizar A(y)lan. Observando as disputas online, esta pesquisa aponta que as reinterpretações, ressignificações e desestabilizações entre os espaços midiáticos impactam certo monopólio do jornalismo perito em relação a como ele costumava (por exemplo, na Guerra do Vietnã) dominar e liderar o trabalho de reportar ‘realidades’ sobre as situações de conflito. Tais
desestabilizações, envolvendo noções de ‘verdade’, ‘crença’, ‘fake’ e ‘memes’ na circulação, destacam uma configuração transmidiática emergente que aponta para mudanças na ordem social contemporânea, quando tal configuração conecta sociotecnicamente em disputas textuais pessoas, artefatos tecnológicos (i.e. computadores e Smartphones), algoritmos e situações de guerra/ crise ao domínio midiático como dimensão de saber-poder que comunica. Tal domínio, ao comunicar, exerce o poder, à medida que nos faz ver e pode (des)orientar nosso campo visual quando a atenção, como uma ‘commodity produtiva’, intensifica a circulação translocal de um discurso de guerras e crises e as disputas em torno daquilo/de quem surge associado à circulação desse discurso híbrido. A pesquisa reflete sobre o impacto da ação digital e do trabalho semiótico coletivo-colaborativo das redes sociais sobre o jornalismo e reinterpreta domínios de saber-poder midiático. Assim, esta tese propõe atualizar o conceito de ordem do discurso (FOUCAULT,[1970]1990), reconhecendo 8 características da configuração emergente apontada, chamando-a de: ordem do discurso transmidiática.

Palavras-chave: Globalização, soberania e crise dos refugiados. Repertórios de (re)interpretação (bio/geo)política. Fato, fake, memes, tradução e circulação midiática. Teoria ator-rede, dados digitais e algoritmos. Semiótica Social da guerra, morte e infância. Performatividade, humanização e desumanização.

Abstract 

This transdisciplinary research is interested in civil-global wars (HARDT & NEGRI, [2004]2014) and in how experiences which contemporary conflicts generate are constructed through frames that materialise as texts and circulate in a multisemiotic way (i.e. articulating verbal, visual and digital dimensions). Drawing on Butler (2010), this thesis takes as its object and focus the frames of conflict that involve children and the participation of an infantile body in the communication of the War in Syria, here understood through the Actor-network Theory (LATOUR,2012) as a controversial network of hybrid relationships between human and non-human participants. The specific focus is directed towards the photograph of a 3-year-old refugee boy, A(y)lan Kurdi, who passed away whilst trying to escape the war in 2015. This photo (exposing the toddler ́s dead body) has generated textual trajectories and transmedia disputes responsible for making visible semiotic work (KRESS, 2015) and (de)stabilisations in the communication of this war between domains of power-knowledge (FOUCAULT, [1970]1990) such as the media spaces of expert journalism and social media. Transculturally, these trajectories gave rise to a digital event (SOUZA JÚNIOR, 2015a, p.318) which has been translingually disseminated, firstly circulating in Turkish, on Twitter, as #KiyiyaVuranInsanlik, being, later, ‘translated’ into English in a broader sense to the rest of the globe as #HumanityWashedAshore. The software NodeXL has been used to access the transmedia trajectories and generate the corpus of digital texts comprising pieces of news, translingual tweets, memetic images and expressions attached to hashtags from Twitter and Facebook (SOUZA JÚNIOR, 2018). NodeXL has returned 11,008 posts related to the digital event. Guided by Latour (2012), oligoptic methodological procedures generated compilations of hyperlinks and posts which have been explored, selected and discussed following quali-quantitative criteria of relevance to generate intelligibility about the circulation of the event. Taking this digital event as a social event, this thesis has sought to understand through a post-colonial ethical perspective (VENN, 2000) how biopolitical (FOUCAULT ([1977-1978], 2008) and geopolitical repertoires (dis)orient the relational and sociohistorically situated co-production of subjects/alterities, (re)interpretations and on-line textual disputes that (re) framed: 1) the conflict itself; 2) (i)mobility crises and border operations (MEZZADRA & NEILSON, 2013); and 3) war effects (i.e. the death of toddlers). These (re) framings point, on one hand, to the textual disputes and the ethico-normative way through which ‘media courts’ performatively (BUTLER, 1997) produce frames via textual purification or visual injury, deriving modes of hierarchisation, dichotomies and dislocation or omissions and invisibilisation that ‘authorise’ the dehumanisation of refugees. On the other hand, the reinterpretations developed through repetition and circulation denounce and undermine the normativity of such courts, exposing their operationalisation of selective recognition. More egalitarian forms of recognition have emerged as an effect of iterability, which, through circulation, repeats but transforms (DERRIDA, [1971]1991), giving room to ethico-reflexive relationships that demanded the right to mourn linked to the humanisation of the dead child. The notions of ‘childhood’ and ‘angel’ have played an important part in the dynamics that humanised A(y)lan. By observing the on-line disputes, this research points out that reinterpretations, resignifications and destabilisations across media spaces impact a certain monopoly of expert journalism in relation to how it used to dominate or lead the work of reporting ‘realities’ about situations of conflict (for example, in the Vietnam War). Involving notions of ‘truth’, ‘belief’, ‘fake’ and ‘memes’ in on-line
circulation, those communicational (de)stabilisations make visible an emerging transmedia configuration that points to changes in the contemporary social order, when in textual disputes, socio-technically, this configuration connects people, technological devices (e.g. computers or Smartphones), algorithms and war/crisis contexts to the media domain as a dimension of power-knowledge. This dimension communicates and, while communicating, it exerts its power, since it can forge what we see. For this, that domain can (dis)orient our visual field when attention, as a ‘productive commodity’, intensifies the translocal circulation of a discourse of war and crisis and the disputes involving what/who emerges associated with the circulation of that hybrid discourse. The research reflects on the impact of digital action and the collective-collaborative semiotic work of social media over journalism and reinterprets these domains of media power-knowledge. As it stands, this thesis proposes to update the concept of order of discourse (FOUCAULT, [1970]1990) by recognising 8 characteristics of the abovementioned emergent configuration and naming it the transmedia order of discourse.

Keywords: Globalisation, sovereignty and refugee crisis. Repertoires of (bio/geo)political (re)interpretation. Fact, fake, memes, translation and media circulation. Actor-network Theory, digital data and algorithms. The Social Semiotics of war, death and childhood. Performativity, humanisation and dehumanisation. 

 

José Cabral Mendes

Título: Construção da Bolívia no romance Juan de la Rosa, de Nataniel Aguirre: discursos, imagens e identidades

Orientador(a):  Prof. Dr. William Soares dos Santos

Páginas: 176

Resumo

Propomos, nesta investigação, em linhas gerais, a realização de um estudo dos mecanismos que configuram os discursos do eu ficcional e as articulações relacionais entre história, ficção, discurso, ideologia, identidade e cultura, por meio da Literatura, em consonância com a Linguística Aplicada, utilizando como corpus de análise uma obra literária, pertencente à Literatura Boliviana, que trata do período histórico da Guerra de Independência da Bolívia (1809-1825), intitulada JUAN DE LA ROSA: Memorias del último soldado de la Independencia, de Nataniel Aguirre, publicada em 1885. Nosso foco, nesta pesquisa, é a transculturalidade como construtora discursiva da ideia de nação na referida obra. A Linguística Aplicada foi norteadora do nosso trabalho, o qual é metodologicamente analítico, qualitativo e bibliográfico, envolvendo alguns teóricos que se situam nesse campo epistemológico. Em nossas análises atentamos para os seguintes questionamentos: como a identidade boliviana é construída discursivamente na obra? Que ideologias orientam essa construção? Essas e outras perguntas são respondidas ao longo da pesquisa. Fundamentamos este trabalho calcados em teóricos que abordam as seguintes questões: cultura com Bhabha (2005) e Said (1995), identidade com Hall (2006),
historicidade com Guinsburg (2011, 2017) e discurso com Bakhtin (2000, 2002, 2009, 2010).

Palavras-chave: Identidade cultural. Ideologia. Transculturalidade. Discurso. Historicidade.

Abstract 

In this research, we are proposed, in general, conducting a study of the mechanisms which configure the self-fictional discourses as well as the relational articulations between history, fiction, discourse, ideology, identity and culture, through literature, in accordance with Applied Linguistics, using as corpus of analysis one literary production, belonging to the Bolivian Literature, related to the Bolivian Independence War historical period (1809-1825), entitled JUAN DE LA ROSA: Memorias del último soldado de la Independencia, by Nataniel Aguirre, published in 1885. Our focus, in this research, is transculturality as a discursive constructor of the idea of nation in the referred work. Applied Linguistics guided this work, that is a methodologically analytical, qualitative and bibliographical work, involving some theorists who are in the field of Applied Linguistics. In our analysis we focus on the following questions: how is Bolivian identity constructed discursively in the work? What ideologies guide this construction? These and other questions are answered along this investigation. We base this work based on theorists who approach the following questions: culture with Bhabha (2005) and Said (1995), identity with Hall (2006), historicity with Guinsburg (2011, 2017) and speech with Bakhtin (2000, 2002, 2009, 2010).

Keywords: Cultural identity. Ideology. Transculturality. Speech. Historicity.

 

José Sena

Título: Corpos dissidentes e biopolítica na Amazônia atlântica: disputas metapragmáticas no cuidado em saúde

Orientador(a):  Prof. Dr. Luiz Paulo da Moita Lopes

Páginas: 168

Resumo

Esta pesquisa objetiva entender como a biopolítica vigente na Amazônia Atlântica contemporânea tem viabilizado/estruturado a precarização das práticas de cuidado em saúde sexual de sujeitos das dissidências de gênero/sexualidades (BUTLER, 1990; 1993; 1997), legitimando uma conjuntura LGBTfóbica. Ao compreender que em sociedades modernas a biopolítica (FOUCAULT, [1975-76]1999; [1976]1999; [1977-78]2008) é estruturada na articulação de diferentes regimes de força dispersos nas instituições sociais, como o Estado, a família, a escola, a mídia e a religião, a pesquisa busca problematizar e debater a emergência dessa conjuntura atual. Para realizar o estudo, foi desenvolvido um trabalho etnográfico (CLIFFORD, [1994]2002; PEIRANO, 2008, 2014) ao longo dos anos de 2016 a 2019, com jovens LGBTI+, predominantemente gays/HSH e universitários, no contexto de festas, after parties e convivências domésticas em repúblicas estudantis na cidade de Bragança, Amazônia Atlântica. O foco analítico centra-se nas performances narrativas (WORTHAM, 2001) encenadas pelos sujeitos gays/HSH, as quais mobilizam disputas metapragmáticas (SILVA, FERREIRA & ALENCAR, 2014; GONZALEZ & MOITA LOPES, 2018) diante do discurso oficial do Estado e o lugar a que este relega a promoção à saúde sexual da população LGBTI+. Ao examinar processos indexicais (SILVERSTEIN, 1993; 2003) e entextuais (BAUMAN & BRIGGS, 1990) envolvidos na construção das práticas de cuidado em saúde sexual na década atual (2011-2020), argumenta-se que a biopolítica oficial produz um silenciamento e apagamento dos modos de vida e direitos à saúde sexual da população
LGBTI+. Conclui-se, que as práticas de resistências e de sobrevivência no contexto da precarização da saúde sexual LGBTI+, identificadas nas experiências sociais locais, questionam a biopolítica oficial e a manutenção do regime LGBTfóbico vigente. Defende-se que as medidas já previstas legalmente pela Política Nacional de Saúde Integral LGBT (BRASIL, 2013) sejam postas em prática e que outras medidas sejam construídas e efetivadas de acordo com os princípios da Nova Promoção à Saúde (AYRES, PAIVA & FRANÇA JÚNIOR, 2012) e do SUS, garantindo, assim, direitos a populações historicamente marginalizadas, como a LGBTI+.

Palavras-chave: vulnerabilidade em saúde; homossexualidade masculina; performance narrativa; metapragmáticas; biopolítica; Amazônia.

Abstract 

This research aims to understand how the biopolitics in the contemporary Brazilian Amazon has been making the lives of gender/sexuality dissidents precarious as regards their sexual
healthcare (BUTLER, 1990; 1993; 1997), legitimizing an LGBT-phobic conjuncture. Based on the understanding that Biopolitics (FOUCAULT, [1975-76]1999; [1976]1999; [1977-78]2008) in modern societies is structured around various regimes of power dispersed through social institutions such as the State, families, school, the media and religion, this research endeavors to discuss some problems which can be associated with the emergence of this current state of affairs. In order to meet this objective, an ethnographic study was conducted (CLIFFORD, [1994]2002; PEIRANO, 2008, 2014) between 2016 and 2019 with LGBTI+ youth, mostly college student gay men and MSM, in the context of parties, smaller reunions taking place right after a major party (so called ‘after parties’ in Portuguese) and daily interactions in student shared homes in the Brazilian Amazon, in the interior of the country. The analysis focuses on the narrative performances (WORTHAM, 2001) of gay and MSM research participants, who engage in metapragmatic disputes (SILVA, FERREIRA & ALENCAR, 2014; GONZALEZ & MOITA LOPES, 2018) when confronted with the official guidelines issued by the Brazilian health authorities and the place attributed by them to the promotion of the LGBTI+ population sexual healthcare. In examiming the indexicality (SILVERSTEIN, 1993; 2003) and entextualization (BAUMAN & BRIGGS, 1990) processes mobilized in the construction of the sexual healthcare practices in the present decade (2011-2020), this thesis argues that the official Biopolitics silences and erases the lifestyles and the rights to sexual healthcare of the LGBTI+ population. It concludes that the practices of
resistance and survival in the context of precarious sexual health among LGBTI+ individuals who were identified in the situated social experiences analyzed in this thesis question the official Biopolitics and the maintenance of the LGBT-phobic current regime. It is therefore vital that the guidelines already established by the Brazilian National Strategy for LGBT Health (BRASIL, 2013) be implemented immediately and that other measures be devised and made effective in accordance with the principles of the New Health Promotion (AYRES, PAIVA & FRANÇA JÚNIOR, 2012) by the Brazilian National Health Service. These changes will thereby protect the access of historically marginalized groups, such as the LGBTI+ population, to their rights.

Keywords: health vulnerability; male homosexuality; narrative performances; metapragmatics; biopolitics; Brazilian Amazon.

 

Lêda Maria Vieira Boaventura

Título: Branquitude à brasileira: a fragilidade branca e o discurso da democracia racial em conversas sobre racismo na escola

Orientador(a):  Prof(a). Dr(a). Tatiana Oliveira Ribeiro

Coorientador(a):  Prof(a). Dr(a). Branca Falabella Fabrício

Páginas: 168

Resumo

Partindo do pressuposto de que os processos de aprendizagem da branquitude são performativos, se reiteram desde a nossa infância e perpassam as nossas interações familiares, de amizade, de trabalho e acadêmicas, investigo como as ideologias de raça comparecem em conversas sobre racismo entre professoras em uma escola pública do Rio de Janeiro. Essas conversas se desenvolveram como parte de um projeto intitulado DIGA NÃO AO RACISMO na ESCOLA PÚBLICA DIÁLOGOS. Reflito sobre como, nessas interações, os discursos da branquitude comparecem, agem e são recontextualizados. A metodologia utilizada é a pesquisa qualitativa de cunho etnográfico. Na interpretação dos dados, focalizo as pistas indexicais e os posicionamentos interacionais (WORTHAM, 2001), observando os processos de (re) entextualização (BAUMAN; BRIGGS, 2006) de discursos da branquitude que entremeiam as conversas sobre racismo. Adotando uma visão de linguagem como performance, tomo a indexicalidade (BLOMMAERT; MALY, 2014; SILVERSTEIN, 2003) como construto central para o estudo aqui desenvolvido. Analiso a repetição de signos que apontam para textos e tempos-espaços específicos, atentando para como textos e cronotopos (BLOOMMAERT; DE FINA, 2017) são evocados nessas interações. Observo como, nas conversas sobre racismo, estão em curso performances de identificação e desidentificação (MUÑOZ, 1999) com a branquitude. Ao me debruçar sobre os dados, a análise das pistas mobilizadas nas interações e dos cronotopos evocados aponta como o sistema da branquitude cria estabilidade dentro de certo script de performances da identidade racial branca brasileira, com algumas nuances de ressignificação identitária, que podem apontar para performances de branquitudes mais reflexivas. Nas interações focalizadas, crenças na democracia racial entram em conflito com compreensões de que brancas/os fazem parte de um processo de socialização no qual todas/os aprendem a ser racistas, podem passar a interrogar o discurso da democracia racial e trabalhar para desaprender o racismo. O estudo indica que performances mais reflexivas da branquitude podem interferir na
engrenagem que faz o racismo funcionar. Entretanto, tal reflexão envolve um processo de racialização da branquitude (BENTO, 2002). No meu caso, como professora-pesquisadora branca, esse processo crítico-reflexivo tornou-se central para os contornos da interpretação dos dados de pesquisa e da escrita desta tese. A aprendizagem sobre autoescuta e lugar de escuta
parece ser a primeira etapa do processo de desaprendizagem de crenças racistas arraigadas e estruturantes da sociedade brasileira.

Palavras-chave: Branquitude, fragilidade branca, democracia racial, racismo, lugar de escuta, (des) aprendizagem.

Abstract 

Based on the assumption that the learning processes of whiteness are performative, get repeated since our childhood and permeate our family, friendship, work and academic interactions, I
investigate how ideologies of race appear in conversations about racism in a public school in Rio de Janeiro. These conversations were developed by teachers as part of a project entitled SAY NO TO RACISM at the PUBLIC SCHOOL DIÁLOGOS. Following a qualitative methodology combined with ethnographic procedures, I reflect on how, in these interactions, discourses of
whiteness appear, act and are recontextualized. In the interpretation of the data, I focus on indexical cues and interactional positionings (WORTHAM, 2001), observing the processes of
(re) entextualization (BAUMAN; BRIGGS, 2006) of whiteness discourses that underlie the conversations about racism. Adopting a performative view of language, I take indexicality
(BLOMMAERT; MALY, 2014; SILVERSTEIN, 2003) as the central construct for the study developed here. I analyze the repetition of signs that point to specific texts and time-spaces, paying attention to how texts and chronotopes (BLOOMMAERT; DE FINA, 2017) are evoked in these interactions. I observe how, in conversations about racism, identification and disidentification (MUÑOZ, 1999) with performances of whiteness are at play. In the analysis of the cues mobilized and of the chronotopes evoked in the interactions, I observe how whiteness operates as a system, creating stability according to a certain script of performances of the Brazilian white racial identity. Amidst repetition, however, some nuances of identity resignification indicate more reflexive performances. In the interactions focused here, beliefs in racial democracy conflict with understandings that whites are part of a socialization process in which everyone learns to be racist. Such coexistence may question the discourse of racial democracy and contribute to the unlearning of racism. The study shows that more reflective performances of whiteness can interfere with the mechanisms that make racism work. However, such reflection involves a process of racialization of whiteness (BENTO, 2002). In my case, as a white teacher and researcher, this critical-reflexive process became central to the contours of the interpretation of the research data and the writing of this thesis. Learning about self-listening and place of listening seems to be the first step in the process of unlearning ingrained and structuring racist beliefs in Brazilian society.

Keywords: Whiteness, white fragility, racial democracy, racism, place of listening, (un) learning.

 

Luiz Cláudio da Silva Souza

Título: Avaliação pela comunidade surda brasileira das políticas linguísticas da libras e seus desdobramentos

Orientador(a):  Prof. Dr. Rogério Casanovas Tílio

Coorientador(a):  Prof(a). Dr(a). Angela Maria da Silva Corrêa

Páginas: 203

Resumo

Esta pesquisa tem por objetivo avaliar as políticas linguísticas da Libras implementadas entre 2002 – 2018. Nesse sentido, analisamos como estão configuradas as políticas linguísticas nos
dispositivos jurídicos (Leis e Decretos) que versam sobre o assunto. Buscamos identificar a percepção de surdos e não-surdos de referência sobre os desdobramentos das políticas
implementadas nos últimos anos, bem como verificar quais são as políticas necessárias para o futuro. O fazer políticas linguísticas sempre foi objeto de governos e sempre ocorreu nas
práticas sociais. Nessa perspectiva, do ponto de vista dos efeitos produzidos, a política linguística pode ser acertada ou danosa. Assim, pela sua própria natureza, este campo operacionaliza intervenção sobre as línguas, isto é, promove ações para o planejamento e gestão do plurilinguismo. A presente pesquisa caracteriza-se como qualitativa de orientação crítica (portanto, com objetivo de promover mudanças sociais). Os principais instrumentos de geração de dados selecionados para a investigação foram a análise documental e a entrevista. Para a realização desta, elaboramos dois questionários. No primeiro, as perguntas destinadas aos participantes objetivaram a produção dos enunciados sem impedir o surgimento de novos tópicos durante a entrevista. O segundo questionário foi organizado em categorias mais específicas baseadas na tipologia de Reagan (2010) para as ações do planejamento linguístico. No primeiro bloco, buscou-se informações sobre avanços e limitações na situação linguística. No segundo bloco, as questões orbitam as representações sociais sobre a Libras, a política educacional, a política de aquisição, os riscos linguísticos e a política de tradução e interpretação. A pesquisa está fundamentada em trabalhos de Reagan (2010), Lagares (2019), Calvet (2007), Oliveira (2009), Hamel (2013), Altenhofen (2013), Strobel (2006), Quadros (2014), Stumpf (2005), Rajagopalan (2013). Os resultados mostraram significativa melhora no planejamento linguístico da Libras desde 2002. Contudo, percebe-se limitações significativas no planejamento linguístico de aquisição da Libras, em políticas educacionais desenhadas dentro da perspectiva surda, e impactos expressivos na ausência de políticas claras em espaços como o contexto da Saúde e Justiça.

Palavras-chave: Políticas linguísticas. Planejamento linguístico. Libras. Bilinguismo. Plurilinguismo.

Abstract 

This research aims to evaluate the linguistic policies of Libras implemented between 2002 – 2018. In this sense, we analyze how the linguistic policies are configured in the legal provisions
(Laws and Decrees) that deal with the subject. We seek to identify the perception of deaf and non-deaf people about the consequences of the policies implemented in recent years, as well as
to verify which policies are necessary for the future. The making of linguistic policies has always been the object of governments and has always occurred in social practices. In this
perspective, from the point of view of the effects produced, linguistic policy can be right or harmful. Thus, by its very nature, this field operationalizes interventions on languages, that is,
it promotes actions for the planning and management of plurilingualism. The present research is characterized as qualitative with a critical orientation (therefore, with the objective of
promoting social change). The main instruments of data generation selected for the investigation were document analysis and the interview. In order to do that, we elaborated two
questionnaires. In the first one, the questions the participants were asked aimed at producing statements without preventing the emergence of new topics during the interview. The second
questionnaire was organized into more specific categories based on the typology of Reagan (2010) for the actions of linguistic planning. In the first block, information on advances and
limitations in the linguistic situation was sought. In the second block, the questions orbit social representations about Libras, educational policy, acquisition policy, linguistic risks, and
translation and interpretation policy. The research is based on works by Reagan (2010), Lagares (2019), Calvet (2007), Oliveira (2009), Hamel (2013), Altenhofen (2013), Strobel (2006),
Quadros (2014), Stumpf (2005), Rajagopalan (2013). The results showed a significant improvement in the linguistic planning of Libras since 2002. However, there are significant limitations in the linguistic planning of the acquisition of Libras, in educational policies designed within the deaf perspective, and expressive impacts in the absence of clear policies in spaces such as the context of Health and Justice.

Keywords: Linguistic policies. Linguistic planning. Libras. Bilingualism. Plurilingualism.

 

Patrícia Helena da Silva Costa

Título: Uma proposta de material didático para o ensino de inglês no fundamental i em uma escola pública municipal do rio de janeiro: promovendo práticas significativas

Orientador:  Prof. Dr. Rogério Casanovas Tilio

Páginas: 273

Resumo

Este estudo doutoral propõe uma unidade didática para o ensino de inglês e a observação deste material sendo utilizado em uma turma do 5o ano do ensino fundamental em uma
escola da rede pública municipal do Rio de Janeiro. Pretendo analisar dois aspectos: o material didático elaborado, para entender em que medida o tema e as atividades desenvolvidos propiciam o ensino de inglês por meio de práticas significativas para os(as) alunos(as), e as interações construídas entre professor e alunos(as) e entre os(as) próprios(as) alunos(as) durante a utilização da unidade didática, a fim de compreender de que forma estas interações contribuem para o engajamento dos(as) alunos(as) em práticas de letramento crítico. Para tanto, este estudo de base etnográfica (WATSON-GEGEO, 1988; FLICK, 2009; MELLO; REES, 2010; LÜDKE; ANDRÉ, 2013) e natureza dialógica (BAKHTIN, 1979 [1997]; 2002a; 2002b; VOLÓCHINOV, 1929 [2017]; BRAIT, 2015; 2018) é orientado pela concepção bakhtiniana de linguagem (BAKHTIN, 1979 [1997]; 2002a; 2002b; VOLÓCHINOV, 1929 [2017]), pela perspectiva sociocultural (VYGOTSKY, 1978 [1991]; 2010a; 2010b) e crítica (PENNYCOOK, 2004; TILIO; 2017b) de ensino-aprendizagem e pelos componentes da Pedagogia de Multiletramentos (COPE; KALANTZIS, 2000; 2015; KALANTZIS; COPE, 2012). A análise da unidade didática mostra que o tema que discute o papel do uniforme escolar, sua estética, razões para o uso, vantagens e desvantagens, e as atividades propostas são familiares aos(às) alunos(as) e, por isso, o material didático se torna um conjunto de práticas significativas que promovem um ensino de inglês que faz sentido para as crianças. No que diz respeito à análise das interações, os dados gerados durante a observação das 7 aulas nas quais acompanhei a utilização da unidade didática em uma turma de 5o ano mostram que o engajamento crítico dos(as) alunos(as) é constituído por discursos de outros sujeitos e que essas vozes, apropriadas pelas crianças, emanam dos enunciados construídos não somente nas interações em sala de aula, mas também ao longo das práticas sociais vividas pelos(as) estudantes. Portanto, a unidade didática elaborada tem potencial para promover um ensino situado da língua, que respeita a criança enquanto criança e que, portanto, possibilita a diminuição das desigualdades sociais existentes na formação escolar, especialmente no que diz respeito ao ensino de inglês nos anos iniciais da Educação Básica. Além disso, o estudo aqui proposto oportuniza a criação de inteligibilidades sobre como o professor participante entende linguagem e o ensino-aprendizagem de inglês e provoca reflexões, por parte da professora-pesquisadora, acerca de suas próprias práticas como docente, pesquisadora e autora de material didático. Neste sentido, o estudo desenvolvido configura-se como uma relevante contribuição para o ensino de inglês e para a formação docente no contexto do Fundamental I da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro.

Palavras-chave: material didático, ensino-aprendizagem de inglês, Fundamental I, práticas significativas, multiletramentos.

Abstract 

This PhD study aims at developing and applying a teaching English material for fifth graders at a public municipal school in Rio de Janeiro. The purpose of this research is to investigate two aspects: the teaching material, in order to understand to what extent the theme and the activities developed promote the learning of English through meaningful practices, and how the interactions constructed between the teacher and students during the use of the teaching material contribute to children engagement in critical literacy practices. To accomplish these objectives, this research, by means of an ethnographic approach (WATSON-GEGEO, 1988; FLICK, 2009; MELLO; REES, 2010; LÜDKE; ANDRÉ, 2013) and a dialogic perspective (BAKHTIN, 1979 [1997]; 2002a; 2002b; VOLÓCHINOV, 1929 [2017]; BRAIT, 2015; 2018), is oriented by a Bakhtinian concept of language (BAKHTIN, 1979 [1997]; 2002a; 2002b; VOLÓCHINOV, 1929 [2017]), a
sociocultural (VYGOTSKY, 1978 [1991]; 2010a; 2010b) and critical (PENNYCOOK, 2004; TILIO; 2017b) understanding of teaching and learning, and by the components of the Multiliteracies Pedagogy (COPE; KALANTZIS, 2000; 2015; KALANTZIS; COPE, 2012). The analysis of the English teaching material shows that the thematic discussion about the role of the school uniform, its aesthetics, reasons for using, advantages and disadvantages, and the proposed activities that develop this theme are familiar to students. The teaching material is therefore characterized as a group of meaningful practices that promote the learning of English in a way that makes sense to children. As for the interactions, the data generated point out that children critical engagement is constituted by means of other people’s discourses, and that these voices, which children make their own, come from students’ utterances when they engage in the interactions constructed not only in the classroom, but also during the social practices they experience. Thus, the English teaching material developed for this context has the potential to promote a situated teaching that considers the child as a child and makes it possible to reduce social inequalities in school education, especially in respect to English teaching in elementary
levels. Further contributions of this research are twofold: a) it fosters intelligibilities about the way the participant teacher understands language and the teaching and learning of English; and b) it creates reflections about the practices of the teacher-researcher as teacher, researcher and materials developer. In this regard, this study can be seen as a relevant contribution to English language teaching and teacher education in the context of the Municipal Education Office in Rio de Janeiro.

Keywords: teaching material, English teaching and learning, elementary school, meaningful practices, multiliteracies.

 

Victor Brandão Schultz

Título: “Aqui o menino usa saia mesmo?”: fricções escalares em trajetórias textuais de um documento escolar

Orientador:  Prof. Dr. Luiz Paulo da Moita Lopes

Páginas: 193

Resumo

Esta pesquisa objetiva analisar a circulação discursiva da portaria que instituiu o fim do binarismo de gênero nos uniformes do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro. Ela se baseia em uma visão queer do gênero e da sexualidade (SEDGWICK, 1990; BUTLER, 1988, [1990] 2016; SULLIVAN, 2003; RUTI, 2017), que compreende as identidades sociais não como atributos psíquicos ou biológicos pré-existentes, mas como efeitos discursivos de performances que ocorrem no interior de matrizes de inteligibilidade e de estruturas de regulação. Entende-se também que a circulação é uma característica intrínseca aos textos (SILVERSTEIN; URBAN, 1996; FABRÍCIO, 2015), acentuada na contemporaneidade (KELL, 2013), que envolve processos contínuos de entextualização e ressignificação (BAUMAN; BRIGGS, 1990; SILVERSTEIN; URBAN, 1996; BLOMMAERT, 2005, 2010). O estudo se insere em uma concepção indisciplinar de linguística aplicada (MOITA LOPES, [2006] 2016) e faz uso dos construtos teórico-analíticos de escala (CARR; LEMPERT, 2016) e indexicalidade (SILVERSTEIN, 2003, 2006; HIGGINS, 2007; BLOMMAERT, 2005, 2010). Utilizando uma abordagem qualitativa, investiga-se a circulação discursiva da referida portaria dentro e fora do Colégio, respectivamente, a partir de (1) entrevistas com servidores e estudantes do Colégio e (2) materiais jornalísticos e publicações em redes sociais. A análise chama atenção para como ao longo de suas trajetórias textuais, a Portaria é inserida em lógicas escalares institucionais, pessoais e legais. Algumas valoram positivamente o documento, que é visto como símbolo dos avanços históricos, culturais e sociais da vida moderna, bem como resultado de práticas democráticas de um colégio que percebe a educação como inserida em questões sociais mais amplas. Outras, por sua vez, entextualizam discursos conservadores sobre gênero e sexualidade e desarticulam a educação de seu contexto social.

Palavras-chave: gênero; uniforme; trajetórias textuais; escala; indexicalidade.

Abstract 

This study aims to analyze the discursive circulation of the document that put an end to the gendered uniform division at Colégio Pedro II, a traditional school in Rio de Janeiro, Brazil.
It is based on a queer approach to gender and sexuality (SEDGWICK, 1990; BUTLER, 1988, [1990] 2016; SULLIVAN, 2003; RUTI, 2017), which sees social identities not as preexisting
psychological or biological attributes but as discursive effects of performances that take place within intelligibility matrices and regulatory structures. It is also believed that circulation is inherent in texts (SILVERSTEIN; URBAN, 1996; FABRÍCIO, 2015) and  intensified in present times (KELL, 2013); it involves continuous processes of entextualization and resignification (BAUMAN; BRIGGS, 1990; SILVERSTEIN; URBAN, 1996. This research is underpinned by an indisciplinary approach to applied linguistics (MOITA LOPES, [2006] 2016) and makes use of the theoretical-analytical constructs of scale (CARR; LEMPERT, 2016) and indexicality (SILVERSTEIN, 2003, 2006; HIGGINS, 2007; BLOMMAERT, 2005, 2010). Adopting a qualitative approach, it investigates the
internal and external circulation of the school document, respectively analyzing (1) interviews with staff and students, and (2) news articles and posts on social media. The analysis highlights how, along its text trajectories, the school document is embedded within institutional, personal, and legal scales. Some actors value it positively, regarding it as a symbol of the historical, cultural and social advances in contemporary life, as well as a result of democratic practices on the part of a school that understands education within the context of broader social issues. Others, however, entextualize conservative discourses about gender and sexuality, and extricate education from its social context.

Keywords: gender; uniform; text trajectories; scale; indexicality

 

Viviane Ignacio Rosa Cortez

Título: Leitura no caderno de atividades pedagógicas de aprendizagem autorregulada

Orientadora: Profa. Dra. Ana Flávia Lopes Magela Gerhardt

Coorientador: Prof. Dr. Marcel Alvaro de Amorim

Páginas: 199

Resumo

Esta tese, como um trabalho em Linguística Aplicada, verifica que concepções de leitura e leitor são trazidas pelo Caderno de Atividades Pedagógicas de Aprendizagem Autorregulada
seu objeto central e, ao mesmo tempo, procura evidências sobre a leitura nos documentos orientadores. Para isso, foram selecionados como objetos de análise documentos oficiais e
materiais que estão sendo denominados de objetos reguladores do ensino, uma vez que demonstram “o que se pensa oficialmente sobre o ensino” (GERHARDT, 2013). São eles:
PCNEM (2000), PCN+ (2002), OCEM (2004), DCNEM (2012a) e BNCC (2018) em nível nacional. E em nível estadual, o Currículo Básico/Mínimo (2017). Para fundamentar essa análise, parto dos princípios tomados como teórico da Linguística Aplicada e de estudos voltados para a compreensão da escola brasileira, das práticas escolares de letramento e da política linguística (AMORIM, 2014; FULGÊNCIO e LIBERATO, 1992, 2001, 2007; GERHARDT, 2006b, 2016; GERHARDT, ALBUQUERQUE e SILVA, 2009; GERHARDT e VARGAS, 2010; KATO, 1990; KLEIMAN, 2001, 2008, 2010; MARCUSCHI, 1996; RAJAGOPALAN, 2003; ROJO E BATISTA, 2003,2008; entre outros). Além disso, a tese expõe algumas visões de linguagem e texto e pretende compreender se há nos documentos oficiais e no currículo uma abordagem sobre leitura. Com base nisso, o estudo da leitura pelos documentos reguladores em atividades escolares traz reflexão a essa discussão mais ampla sobre os documentos oficiais, considerando-se que se trata de um construto cognitivo já assumido por muitos pesquisadores como definidor de um processo de leitura maduro (BOTELHO, 2017; GERHARDT, 2017; VARGAS, 2017), no qual o leitor interage com o texto lido e que, portanto, deve ser bem conhecido e bem trabalhado na escola. É utilizada
uma abordagem que reconhece o processo de construção de conhecimento como sendo, necessariamente, vinculado ao compromisso com a vida social e, em especial, com a melhora da educação pública de nosso país. Se, por um lado, há necessidade de um compromisso do pesquisador com a vida social, por outro, e como consequência, há também a necessidade de
que as pesquisas reflitam “os anseios do momento histórico em que propomos e defendemos nossas ideias” (RAJAGOPALAN, 2003). Nesse sentido, a tese levanta a necessidade de
pensar novos percursos que interroguem a modernidade, “acarretando profundos questionamentos sobre os tipos de conhecimentos produzidos e tentando explicar as mudanças contemporâneas que vivemos” (MOITA LOPES, 2006). Por isso, esta pesquisa se insere nesta perspectiva de contribuição e procura também elaborar um pensar sobre o ensino-aprendizado, principalmente pelo interesse em entender como os documentos oficiais e as atividades elaboradas para a população da escola pública brasileira no estado do Rio de Janeiro podem contribuir ou não para a educação linguística, apresentando alternativas para o mundo em que vivemos. É crucial pensar formas de fazer pesquisa que sejam também modos de fazer política ao tematizar o que não é tematizado e ouvir a voz de quem não é ouvido.

Palavras-chave: Caderno de atividades, documentos oficiais, ensino-aprendizado, leitura, linguagem, políticas linguísticas.

Abstract 

This thesis, as a work in Applied Linguistics, verifies that conceptions of reading and reader are brought by the Self-Regulated Learning Pedagogical Activities Notebook as its central object and, at the same time, look for evidence about reading in the guiding documents. For this purpose, official documents and materials that are being called teaching regulatory objects were selected as objects of analysis, since they demonstrate “what is officially thought about teaching” (GERHARDT, 2013). They are: PCNEM (2000), PCN+ (2002), OCEM (2004), DCNEM (2012a) and BNCC (2018) at the national level. And at the state level, Curriculum Minimum/Basic (2017). To support this analysis, I start from the principles taken as a theoretician of Applied Linguistics and studies aimed at understanding the Brazilian school, school literacy practices and linguistic policy (AMORIM, 2014; FULGÊNCIO e LIBERATO, 1992, 2001, 2007; GERHARDT, 2006b, 2016; GERHARDT, ALBUQUERQUE and SILVA, 2009; GERHARDT and VARGAS, 2010; KATO, 1990; KLEIMAN, 2001, 2008, 2010; MARCUSCHI, 1996; RAJAGOPALAN, 2003; ROJO E BATISTA, 2003,2008; among others). In addition, the thesis exposes some views of language and text and aims to understand whether there is an approach to reading in official documents and in the curriculum. Based on this, the study of reading by regulatory documents in school activities brings reflection to this broader discussion about official documents, considering that it is a cognitive construct already assumed by many researchers as defining a mature reading process (BOTELHO, 2017; GERHARDT, 2017; VARGAS, 2017), in which the reader interacts with the text
read and, therefore, must be well known and well worked at school. An approach is used that recognizes the process of building knowledge as being necessarily linked to the commitment to social life and, in particular, to the improvement of public education in our country. If, on the one hand, there is a need for a researcher’s commitment to social life, on the other, and as a consequence, there is also a need for research to reflect “the yearning for the historical moment in which we propose and defend our ideas” (RAJAGOPALAN , 2003). In this sense, the thesis raises the need to think about new paths that question modernity, “causing deep questions about the types of knowledge produced and trying to explain the contemporary changes we are experiencing” (MOITA LOPES, 2006). For this reason, this research is part of this contribution perspective and also seeks to elaborate a thinking about teaching-learning, mainly due to the interest in understanding how official documents and activities developed for the population of Brazilian public schools in the state of Rio de Janeiro can contribute or not to language
education, presenting alternatives for the world in which we live. It is crucial to think about ways of doing research that are also ways of doing politics when thematicizing what is not thematic and listening to the voice of those who are not heard.

Keywords: activity book, official documents, teaching-learning, reading, language, language policies.

 

THESES DEFENDED IN 2019

Total number of theses defended: 6

Bianca Batista

Título: O Brasil nas obras de Pero Gândavo e Richard Hakluyt

Orientador(a):  Prof. Dr. Luiz Barros Montez

Páginas: 186

Resumo

O objetivo deste estudo é analisar a construção discursiva sobre o Brasil na crônica de Pero Gândavo História da Província Santa Cruz a que vulgarmente chamamos Brasil (1576) e na
coletânea de viagem de Richard Hakluyt, The Principal Navigations, Voyages, Trafiqques and Discoveries of the English Nation (1589-1600) em um período de intesa disputa entre a Ibéria e
Inglaterra no século XVI pelo direito de posse e de exploração das terras do Novo Mundo. Pero Gândavo defende a publicação da história da província do Atlântico Sul e do nome original,
Santa Cruz, para consolidar em Portugal e em toda Europa o direito político e linguístico lusitano de possuir e nomear a terra descoberta enquanto Richard Hakluyt defendia o direito dos ingleses de explorem e colonizarem as regiões que não eram efetivamente colonizadas pelos ibéricos, como o Brasil, e com isso, rescreveram uma história inglesa nas Américas. Gândavo e Hakluyt, desta forma, atuam na história dos seus reinos, selecionando fatos históricos que permitam defender um direito de posse sobre o Brasil. Acreditamos, portanto, que as diferentes histórias sobre o Brasil demonstram que os embates de poder entre Ibéria e Inglaterra também ocorreram no cenário editorial. Estes livros foram uma arena discursiva de luta pelas riquezas do Brasil em que os editores precisavam convencer seu público alvo, reis e comerciantes, a investirem na exploração e colonização da região para que fosse possível assegurar uma posse efetiva sobre a região e principalmente, uma nova escrita da história inglesa sobre Brasil e da história portuguesa sobre a província de Santa Cruz.

Palavras-chave: Pero Gândavo, Richard Hakluyt, embates de poder, expansão marítima

Abstract 

This study’s aim is to analyze the discursive construction of Brazil in the chronicle of Pero Gândavo, História da Província Santa Cruz a que Vulgarmente Chamamos Brasil (1576) and in the
travel collection of Richard Hakluyt, The Principal Navigations, Voyages, Trafiqques and Discoveries of the English Nation (1589-1600) in a period of intense struggle between Iberia and England in the sixteenth century for the right to possess and exploit the lands of the New World. Gândavo defended the publication of the history of the South Atlantic province and its original name, Holy Cross, to consolidate in Portugal and throughout Europe the Lusitanian political and linguistic right to possess and name the land discovered whereas Hakluyt defended the English’s right in exploring and colonizing regions that were not effectively colonized by the Iberians, such as 5 Brazil, and thus rewrite the English history in the Americas. Gândavo and Hakluyt, thereby, act in the history of their kingdoms, selecting historical facts that allow to defend a right of possession over Brazil. We believe, therefore, that the different histories about Brazil demonstrate that the power struggles between Iberia and England also took place in the editorial field. These books were an arena of discourse struggle for Brazil’s riches in which editors needed to convince their target audiences, kings and merchants, to invest in the exploitation and colonization of the region so that it could secure effective possession of the region and mainly, the writing of a new English history about Brazil and a Portuguese history about the province of Holy Cross.

Keywords: Pero Gândavo, Richard Hakluyt, power struggle, martime expansion.

 

Daniel de Augustinis Silva

Título: Violência e performatividades discursivas sobre e de jogadores de videogames

Orientador(a):  Prof. Dr. Luiz Paulo da Moita Lopes

Páginas: 200

Resumo

Esta tese busca investigar e questionar como os videogames são associados a um poder mágico de provocar uma conduta violenta, por vezes levando a crimes que envolvem o
assassinato e o suicídio, e, por vezes, a uma conduta agressiva que não envolve a morte, mas que ofende e fere por meio da linguagem. Para isso, engajo-me com a publicação
dos teóricos que defendem que tal poder existe para fazer uma crítica dupla: 1) comparo e contrasto os pressupostos epistemológicos dos pesquisadores dos efeitos transparentes
das mídias com os pressupostos epistemológicos das pesquisas que entendem que os sentidos não fluem de forma simples e direta de uma ‘mente’ a outra, mas são submetidos a processos complexos de contextualização, resistência e disputa pelo poder, e 2) aponto algumas contradições internas às publicações dos próprios teóricos. Nas interações analisadas nesta etnografia virtual e de textos, essas agressões são motivadas por discursos que se entrelaçam com um cenário sócio-econômico-político em que o discurso da obrigatoriedade da procriação contrasta com as conquistas feministas e LGBTQ+ da liberdade sexual. Esse panorama retira alguns dos símbolos tradicionais por meio dos quais os homens heterossexuais confirmavam seu gênero e sua sexualidade, como o casamento e a reprodução. O gênero e a sexualidade são entendidos, portanto, como signos cujo sentido é perpetuamente adiado, exigindo que
eles sejam feitos e refeitos o tempo todo. Essa base filosófica performativa da tese é operacionalizada pelos construtos de comunicabilidade, indexicalidade e entextualização. Ao observar jogadores engajados em práticas situadas autênticas, foi possível identificar que sua agressividade contra outros jogadores era, muitas vezes, motivada por discursos religiosos fundamentalistas e ideias ultrapassadas sobre as masculinidades. Algumas vezes, no entanto, esses sentidos eram desafiados nas interações analisadas, sugerindo que a masculinidade pode ser feita de forma diferente. Ao mesmo tempo, isso indica que o videogame não determina a conduta violenta dos jogadores, muito embora possa ser um dos vários palcos em que a agressividade é encenada, o que nos faz refletir sobre como agimos na contemporaneidade, em que a instabilidade ontológica é exacerbada.

Palavras-chave: Violência, videogames, performatividade, comunicabilidade, masculinidades.

Abstract 

This thesis aims to investigate and question how videogames came to be associated with a magic power which can cause gamers to act violently, sometimes leading to crimes which involve murder and suicide, and, sometimes, to an aggressive conduct which does not involve death, but which offends and injures through language. In order to accomplish this, I review the existing literature of theoreticians who argue that such power exists to criticize their conclusions from two perspectives: 1) I compare and contrast the epistemological bases of researchers working in the ‘media effects’ tradition with the epistemological bases of ethnogaphic research on appropriation, contextualization, resistence and power struggles, and 2) I pinpoint some contradictions which are intrinsic to media effects’ researchers published works. In the interactions analyzed throughout this virtual and textual ethnography, these agressions are  understood to be motivated by discourses which emerge amidst a socio-political-economic scenario where the discourse of mandatory procreation contrasts against the feminist and LGBTQ+ accomplishments in what comes down to sexual freedom. This panorama deprives some heterosexual men from precious resources for the confirmation of their gender and sexuality, such as lifetime marriage and reproduction. Gender and sexuality are thus understood as signs whose meanings are forever deferred, demanding that they constantly be done and redone. This philosophical perspective is operationalized by the constructs of communicability, indexicality and entextualization. By observing real players in situated practices, it was possible to pinpoint that their agressiveness against other players was often motivated by discourses associated with religious fundamentalism and outdated ideas about masculinities. Other times, however, these meanings were challenged in the interactions under scrutiny, suggesting that masculinity can be made differently. At the same time, this indicates that videogames
do not determina the violent conduct of gamers, although they may be the sstage where agressiveness is performed, which makes us think about how we have been acting in this time, where ontological instability is exacerbated.

Keywords: Violence, videogames, performativity, communicability, masculinities.

 

Daniela da Silva Vieira

Título: A escolarização do gênero charge: processos de didatização e construção de conhecimento em uma escola pública de Juiz de Fora-MG

Orientador(a):  Prof(a). Dr(a). Paula Tatianne Carréra Szundy

Páginas: 216

Resumo

O propósito da minha pesquisa é elaborar e analisar um processo de didatização do gênero charge em uma escola pública da cidade de Juiz de Fora, através da aplicação de uma oficina desenvolvida a partir dos pressupostos de Dolz, Noverraz & Schneuwly (2004) acerca das noções sobre Sequência Didática (SD), com o intuito de investigar quais são os desdobramentos da aplicação desta proposta de ensino de Língua Portuguesa em sala de aula. A charge será considerada, nesta pesquisa, como uma ação em resposta a contextos sociais recorrentes numa determinada cultura. Acredito que a didatização de tal gênero em sala de aula seja uma proposta de pesquisa produtiva, principalmente para desenvolver a consciência crítica do aprendiz, o qual terá a oportunidade de refletir sobre o conhecimento como algo a ser analisado e construído ao longo das mudanças no tempo e espaço, “um modo de pensar e fazer sempre
problematizador” (PENNYCOOK, 2006, p.67). Além disso, acredito que a escolarização do gênero charge propicie uma educação democratizadora para os alunos envolvidos, pois eles terão a oportunidade de expressarem formalmente seus pontos de vista, através da aquisição de um letramento legitimado/formal (letramento escolar) e, ao mesmo tempo, aprenderem ou desenvolverem uma prática de linguagem que lhes permita manifestar suas opiniões adequadamente em contextos situacionais, que exigem tais letramentos. Penso que esse posicionamento do sujeito acerca de um fato social, alcançado pela prática de letramento, possa “contribuir para a construção particular de um cidadão, um tipo particular de identidade e um conceito particular de ação” (STREET, 2014, p.144). Para o desenvolvimento da pesquisa, construí e apliquei uma uma oficina, sobre o estudo do gênero charge, para alunos do 3o ano do Ensino Médio de uma escola pública de Juiz de Fora (MG). De forma mais específica, analisei como os estudantes construíram representações sobre “a situação das escolas públicas
brasileiras”, a partir das charges produzidas por eles, tarefa solicitada por mim, como produção final da UD. Para a análise multimodal das produções chargísticas, utilizei os pressupostos de Kress & van Leuween (2006). A concepção de design da Pedagogia dos Multiletramentos foi utilizada para que eu analisasse a oficina como uma proposta de letramento. Os resultados apontam que as charges produzidas pelos alunos apresentaram uma boa articulação entre os signos verbais e visuais, contribuindo, assim, para uma representação efetiva da escola pública. Em relação à oficina, esta se apresentou como uma efetiva proposta de letramento, pois os alunos ressignificaram, em grande medida, problemas sociais de cunho mais amplo (macro), para suas vivências e experiências num contexto micro, fazendo com que a construção de sentidos, a partir das produções chargísticas fossem, de fato, construções de denúncias de problemas educacionais que os circundam efetivamente. A didatização do gênero charge ajudou o aluno a problematizar a situação da escola pública brasileira, através de uma prática de
aprendizagem formal (letramento escolar). Por isso, concluo que a didatização do gênero charge tenha sido um tipo de educação democratizadora para os alunos envolvidos na pesquisa.

Palavras-chave:  charge, didatização, letramento escolar.

Abstract 

The aim of my research is elaborating and analyzing educational processes of knowledge construction on the cartoon genre in a public school situated in Juiz de Fora. The process involved the application of a Didactic Unit (DU), which was based on the concept of didactic sequence as proposed by Dolz, Noverraz & Schneuwly (2004). Its goal is to investigate the implications of the application of that didactic unit to the study of the Portuguese language, in classroom. In this research, cartoons are considered as an action in response to social contexts within a specific culture. I believe that using cartoons as didactic tools in the classroom can be a productive research proposal, because it can foster student’s critical awareness and provide them the opportunity to reflect about knowledge as something that can be analyzed and built through time and space changes, thus representing “a way of thinking and doing things always in a
problematizing way”. (PENNYCOOK, 2006, p.67). Besides, I believe that using cartoons as a pedagogical tool can provide a democratic educational environment to the students selected for this research, because they will have the opportunity to express their points of view in a formal way by engaging in formal literacies and at the same time acquiring and developing a language practice that allows them to show their opinions in situated contexts that demand for adequate literacy. I think that the person’s point of view about a social fact built by literacy practices can “contribute to a particular construction of the citizen, to a particular identity of him/her and a particular concept of action” (STREET, 2014, p.144). In order to develop this research I elaborated a cartoon workshop and applied it to students of the high school of a public school from Juiz de Fora (MG). Specifically, I analysed how the students built their representations about “the situation  of the Brazilian public schools” in the cartoons they made as a task asked by me as the final production of the workshop. The concept of “design” from Multiliteracy Pedagogy was used in order to analyse the workshop as a literacy proposal. The results point out that the cartoons made by the students showed a good articulation between verbal and visual elements, which contributed to an effective representation of the public school. Concerning the workshop, it can be seen as an meaningful literacy proposal because the
students redesigned social issues significantly from a macro context and applied them to their experiences in the micro context. The knowledge construction process fostered by the students’ cartoon productions demonstrates that the educational issues highlighted are genuinely connected to their situated contexts. The cartoon genre appropriation allowed us to discuss the educational situation in Brazilian public schools within a formal literacy context (school literacy). Thus, I believe that using the cartoon genre as a pedagogical tool in the classroom represented a kind of democratic approach to education since students engages in this research could express their critical views about a social situation which is totally related to their everyday life.

Keywords: cartoons, schooling, literacy

 

Lesliê Vieira Mulico

Título: O ensino transgressivo da língua inglesa em uma escola técnica de nível médio: usos e reflexões se um professor-escritor sobre sua unidade didática para o letramento crítico

Orientador(a):  Prof. Dr. Rogério Casanovas Tilio

Páginas: 263

Resumo

Instigado pela relação entre a escola e os embates sociopolíticos da contemporaneidade, bem como pelos conflitos ideológicos presentes no meu território (uma escola federal técnica de nível médio no interior do Rio de Janeiro), esta pesquisa enfoca os processos de escrita, usos e efeitos de uma unidade didática intitulada Society Matters? para o ensino crítico da língua inglesa. Destinada a aprendizes do 3o ano do Ensino Médio-Técnico, escrevi essa unidade em diálogo com o letramento crítico (TILIO, 2017; ANDREOTTI, 2007; LUKE, 2000, 2012; KALANTZIS; COPE, 2012; COPE; KALANTZIS, 2015) e a transgressividade (JERVIS, 1999; PENNYCOOK, 2006), pois possibilitam uma perspectiva transdisciplinar e ideológica para o ensino da materialidade linguística (HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2014) em conjunto com o desenvolvimento do letramento crítico, a partir da temática dos problemas sociais. Esta pesquisa, de natureza qualitativa com traços etnográficos, tem como objetivo criar inteligibilidades sobre algumas potencialidades dessa unidade para as aulas, contrastando-as com seus usos e efeitos instanciados na aprendizagem da língua inglesa e no desenvolvimento do letramento crítico em uma turma composta por 19 aprendizes do Curso Técnico em Meio Ambiente Integrado ao Ensino Médio. Para cumpri-lo, aproprio-me da bricolagem (DENZIN; LINCONL, 2005) como práxis metodológica, a qual permite-me uma costura informada de dados gerados no próprio território, quais sejam: entrevistas semiestruturadas com professores/as de outras disciplinas, grupos focais com os/as aprendizes, questionários de opinião e registros das aulas em diário de campo, além da produção textual em língua inglesa dos aprendizes. Os resultados mostram que a unidade Society Matters? é compreendida como transdisciplinar e que suscita encontros ideológicos
que levam à reflexão social e à perspectivação do pensamento por parte de alguns aprendizes. E que os textos e atividades propostas potencializam discursos e vozes de sujeitos  subalternizados/as, o que possibilita uma outra postura para com os problemas sociais.

Palavras-chave: Produção de materiais didáticos; Society Matters?; Letramento crítico; Transgressividade; Escrita, usos e efeitos; Ensino crítico da língua inglesa.

Abstract 

Instigated by the relationship between the school and contemporary sociopolitical clashes, as well as by emerging ideological conflicts in my territory (a federal technical school in countryside Rio de Janeiro), this research work focuses on processes of writing, uses and effects promoted by a teaching unit entitled Society Matters?, created for critical English language teaching purposes. Aimed at technical-high-school-3rd-grader learners, I have written this unit in dialogue with critical literacy (TILIO, 2017; ANDREOTTI, 2007; LUKE, 2000, 2012; KALANTZIS; COPE, 2012; COPE; KALANTZIS, 2015) and transgression (JERVIS, 1999; PENNYCOOK, 2006) standpoints, as they enable a transdisciplinary and ideological perspective for language teaching (HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2014) in league with critical thinking, motivated by social problem topics. This qualitative-ethnographic research aims to create intelligibilities upon some potentials of this unit for the lessons, and to contrast them with its uses and effects instantiated in language learning and critical thinking development of a group comprised of 19 learners, who attend High School Integrated Environmental Studies Technical Course. In order to accomplish this objective, I resort to the concept of bricolage (DENZIN; LINCONL, 2005) as a methodological praxis, which allows for an informed seaming of the data generated in the territory, such as: semi-structured interviews with teachers of other disciplines, focal groups with learners, opinion questionnaires and registers in my field diary, besides learners’ textual productions in English. Results show that Society Matters? is regarded as transdisciplinary and fosters ideological encounters that lead to social reflection and perspectivation of thinking by some learners. Also, it suggests that the proposed texts and activities empower discourses and voices of subalterned subjects, thus antagonizing hegemonic discourses of common sense, which enables another posture regarding the problems in our society. 

Keywords: Teaching material production; Society Matters?; Critical literacy; Transgression; Writing, uses and effects; Critical English language teaching.

 

Mábia Camargo

Título: “Acuenda esse bajubá!”: indexicalidades e interseccionalidades nas performances narrativas de uma travesti quilombola.

Orientador(a):  Prof. Dr. Luiz Paulo da Moita Lopes

Páginas: 202

Resumo

Esta tese teve como objetivo estudar as performances narrativas de uma travesti quilombola a fim de observar como ela se engajava performativamente em diferentes processos de produção de subjetividades. Para tanto, foi adotada a pesquisa etnográfica em movimento (RAMOS, 1990) a fim de percorrer os espaços-tempos por onde ela transita, por exemplo, a região metropolitana de Guarapuava e o Quilombo Invernada Paiol de Telha, este último localizado na colônia suábia Socorro-PR. Uma série de embates emergiu deste campo de estudo, como a disputa pela Titulação do território hereditário quilombola e as disputas entre as técnicas de produção neocapitalista dos chamados ‘alemães’ e as técnicas de produção sustentável dos quilombolas. Estas relações, entendidas como multiplicidades, possibilitaram questionar a governamentalidade (FOUCAULT, [1978] 2016) estatal e as performatividades (BUTLER, 1990) quilombolas, pela perspectiva da participante focal. Assim, ela produz modos de vir a ser fluidos em relação às normativas estatais, aos gêneros e sexualidades e às línguas. Por meio de diferentes ‘bajubás’, ela produz linhas de fuga aos regimes de verdade, engendrando alternativas de gestão comunitária e aplicando técnicas ancestrais e contemporâneas conforme se desloca entre os espaços-tempos físicos-virtuais-subjetivos: bajubando, estudando, militando, trançando cabelos, fazendo artesanato, poesia e performances artísticas. Desse modo, ela produz movimentos de transterritorialização relativos a estados de sentidos sedimentados ao reentextualizar diferentes saberes-poderes na composição de uma Cosmologia Cuirlombola.

Palavras-chave: Quilombola. Território. Identidade. Língua. Performatividade. Multiplicidade.

Abstract 

This dissertation aimed to study the narrative performances of a quilombola travesti in order to observe how she performatively engaged in different processes of production of subjectivities. An ethnographic in movement (RAMOS, 1990) was carried out in order to follow the space-times she goes through, for example, as the metropolitan area of Guarapuava
and the Quilombo Invernada Paiol de Telha, located in the Swabian colony Socorro-PR. A series of conflicts emerged from this field of study, such as the dispute over the entitling of
the hereditary Quilombola territory and the disputes between the neocapitalist techniques of production of the so-called ‘Germans’ and the sustainable quilombola techniques of
production. These relations, also understood as multiplicities, allowed to question the state governmentality (FOUCAULT, [1978] 2016) and the quilombola performativity (BUTLER,
1990), from the perspective of the focal participant. She produces ways of becoming that are fluid in relation to the state regulations, to the category of gender and sexualities, and to
languages. Through different ‘bajubás’, she produces ways out of the regimes of truth, engendering alternatives of community management and applying ancestral and contemporary
techniques as she moves between the physical-virtual-subjective spaces-times: speaking bajubá, studying, militating, braiding hair, making handicrafts, creating poetry and artistic
performances. Consequently, she produces movements of transterritorialization in relation to fixed states of meaning by reentextualizing different kinds of power-knowledge in the
composition of a Queerlombola Cosmology. 

Keywords: Quilombola. Territory. Identity. Language. Performativity. Multiplicity.

 

Natalia de Lima Nobre

Título: Uma proposta metacognitivista de didatização da leitura para o Ensino Médio com vistas a um Letramento Crítico: a contribuição dos conceitos de frame e reframing

Orientador(a):  Profa. Dra. Ana Flávia L. M. Gerhardt

Páginas: 157

Resumo

Historicamente, o ensino de leitura na educação brasileira tem apresentado grandes entraves para o processo de formação autônoma dos estudantes. Nesta tese, como um trabalho em Linguística Aplicada, apontaremos algumas possibilidades de trabalho com as práticas de linguagem. Tais caminhos voltam-se para a formação de leitores mais conscientes do emprego dos seus saberes e mais agentivos em termos da relação dialógica que precisam empreender com a língua(gem). Discutiremos, em via de contextualização deste estudo, as perspectivas que ancoram o ensino de leitura em nossas escolas, a partir das questões presentes nos documentos oficiais (PCNEM 2000; PCN+ 2002; OCNEM – 2006) e de como as práticas com a língua(gem) na esfera escolar não têm contribuído para a formação de leitores que possam atuar crítica e autonomamente em práticas letradas prestigiadas em nossa sociedade. Para embasar esta tese, advogamos pelo emprego dos estudos em cognição para o ensino de leitura (DUQUE, 2017; GABORA; ROSCH; AERTS, 2013; FAUCONNIER; TURNER, 2002; SINHA, 1999; HUTCHINS,
1995) porque assumimos a visão de cognição como social e cultural, intersubjetival, corporificada, integrativa e baseada em frames (LAKOFF, 2004; 2008; DUQUE, 2015; 2017). Para tanto, nosso trabalho se propõe a apresentar o papel do frame e do reframing como conceitos estruturantes de uma didática de leitura crítica e como meios que auxiliem na identificação dos posicionamentos requeridos na leitura dos textos jornalísticos. No percurso do nosso trabalho, resgataremos os modelos teóricos de leitura explorados como caminho teórico-descritivo do ensino dessa atividade ao longo dos últimos anos; apontaremos como os Novos Letramentos (HEATH, 1983; STREET, 1984) atravessaram e alteraram o que se entende por leitura; e postularemos como os estudos de base cognitivista e metacognitivista são o direcionamento que auxiliará no estabelecimento do modelo de leitura proposto nesta tese, pois, para constituir uma leitura crítica, assumimos a hipótese de que agir sobre a linguagem é uma ação sobre frames. A partir dessa discussão teórico-metodológica, apontaremos a sistematização que estamos denominando proposta de letramento crítico de ensino de leitura norteada pelos seguintes passos: reconhecimento (identificação e detalhamento) frames usados para enquadrar
os eventos, pessoas e objetos ao nosso redor via materialidade linguística; na análise dos usos linguísticos que constroem e reforçam esses enquadramentos (framing); no questionamento e na avaliação do potencial desse enquadramento de promover e manter desigualdades ou combatê-las; e na construção consequente do posicionamento da pessoa em relação a esse(s) enquadramento(s). Na sequência procederemos à análise e discussão de nossa proposta didática a partir da (1) descrição e discussão do potencial das atividades propostas para a realização do modelo de ações de leitura crítica; do (2) apontamento do tipo de conhecimento (informação textual, conhecimento prévio, informação inferencial) mobilizado pelo leitor para a realização das atividades, relacionando a construção do enunciado da questão ao seu objetivo didático; e da (3) delimitação de como nossa proposta didática de leitura relaciona-se aos construtos
teóricos que fundamentam esta tese. 

Palavras-chave: Leitura; Letramento Crítico; estudos em metacognição; frame, reframing.

Abstract 

Historically, the teaching of reading in Brazilian educational system has offered several barriers to the process of autonomous formation of students. In this dissertation, an Applied Linguistics research, we will point out some possibilities of practices for language teaching. These choices aim at the formation of more conscious and autonomous readers towards the dialogic relation they need to have with language use. We contextualize this study with some perspectives that sustain the teaching of reading in our schools, based on the topics listed in the official documents (PCNEM 2000; PCN+ 2002; OCNEM – 2006) and on how the language practices at school have not been helpful on the formation of readers that can act in a critical and autonomous manner in literate practices that are rendered important in our society. The conceptual framework proposed consists on the cognitive researches on the teaching of reading (DUQUE, 2017; GABORA; ROSCH; AERTS, 2013; FAUCONNIER; TURNER, 2002; SINHA, 1999; HUTCHINS, 1995), as long as we assume the perspective of cognition as social and cultural, intersubjective, embodied, integrative and frame-based (LAKOFF, 2004; 2008; DUQUE, 2015; 2017). Therefore, our research presents the role of frame and reframing as structural concepts of a critical reading didactic and as a means of contributing on the identification of the perspectives in journalistic texts. In our dissertation, we summarize the reading theoretical frameworks that are adopted in the teaching of reading, for the past few years; we describe how the New Literacy studies (HEATH, 1983; STREET, 1984) changed the understanding of reading; and we postulate how the researches on cognition and metacognition are the basis of the reading model here proposed. Therefore, to constitute critical reading, we assume that acting on language is acting on frames. Departing from this theoretical and methodological discussion, we present our model of critical literacy for the teaching of reading: recognition (identification and description) of the frames used to categorize events, people and objects around us through linguistic material; analysis of linguistic uses that build up and reinforce the framing; questioning
and evaluation of the possibilities this framing offers of maintaining or fighting against inequalities and construction of self assumptions towards these frames. Then, we analyze and discuss our didactic proposal departing from (1) the description and discussion of potential activities offer to critical reading actions; (2) the identification of the type of knowledge (text information, previous knowledge, inferential information) selected by the reader to answer to the questions, relating the construction of the question instructions to its purpose; and (3) the delimitation of how our reading didactic proposal relates to the theoretical concepts for this dissertation.

Keywords: Reading; Critical literacy; metacognition research; frame, reframing.

 

THESES DEFENDED IN 2018

Total number of theses defended: 7

Claudia Maria Vasconcelos Lopes

Título: Comunidades de prática na escola pública: a produção discursiva de três docentes envolvidas na construção da interdisciplinaridade

Orientador(a):  Profa. Dra. Paula Tatianne Carréra Szundy

Páginas: 206

Resumo

Esta tese tem os seguintes objetivos: a) compreender a minha trajetória e a de duas docentes que frequentaram o projeto de Formação Continuada, intitulado Práticas de linguagem em diferentes áreas do conhecimento na escola pública (PLIEP); b) revisitar o projeto PLIEP a fim de problematizar as dificuldades enfrentadas por mim e pelas duas participantes ao longo do projeto com base no conceito que comunidades de prática; c) contemplar a relação entre teoria e prática no que diz respeito às ideologias das professoras acerca das concepções de interdisciplinaridade e a epistemologia que circulou ao longo do projeto. O PLIEP foi idealizado por docentes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e submetido à Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à pesquisa do Estado do Rio de Janeiro no programa Apoio à Melhoria do Ensino em Escolas da Rede pública em 2011. Reuniu docentes de três escolas diferentes da
esfera pública, para se debruçar sobre as Práticas de linguagem em diferentes áreas do conhecimento. O estudo, que se alinha ao paradigma qualitativo-interpretativista de pesquisa, faz um recorte no projeto para focar em duas docentes e na minha crise identitária, optando pela metodologia de estudo de caso. O estudo é norteado por uma visão de educação como ato responsável (Szundy, 2014) a partir de concepções de linguagem desenhadas pelo círculo de Bakhtin (1920-24[2012]) e entende a formação continuada no viés epistemológico de comunidades de prática (WENGER, 1998). Os dados são abordados de acordo com a microanálise sociolinguística e o construto teórico-analítico utilizado é a categoria de alinhamento (GOOFMAN,2002). A análise revela que as docentes enfrentaram dificuldades do ponto de vista da gestão da escola em que trabalham e no momento de tessitura do projeto interdisciplinar demandado pela professora do último módulo não percebem mudanças concretas nas suas práticas pedagógicas após o PLIEP. Compreendem que a academia contempla a teoria, mas parece se afastar da prática. Atribuem este fato ao possível distanciamento dos docentes da academia da sala do ensino básico. Contudo, demonstram satisfação em participar do projeto em momentos tênues e sutis. Diferente das duas docentes, podemos dizer que minhas micro (des)estabilizações ao longo do PLIEP em relação à formação continuada e interdisciplinaridade ocupam agora um espaço de total (re)significação. 

Palavras chaves: Formação Continuada, Comunidade de Prática, interdisciplinaridade, escola pública

Abstract 

The objectives of this thesis are as follows: a) to undertand my trajectory and that of other two teachers who participated of the Teacher Development (Continuing Education) Project, entitled Language Practices in different Areas of Knowledge in Public School(PLIEP); b) to review the PLIEP project to question the difficulties faced by me and the other two participants during interactions throughout the project based on the premise informed by the concept of community of practice; c) to reflect on the relation between theory and practice with respect to the teachers’ ideology regarding the concepts of epistemology and interdisciplinary that were present throughout the project. The PLIEP was idealized by teachers of Universidade Federal
do Rio de Janeiro and submitted to Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ) in the program for supporting the improved education in public schools called “Apoio à melhoria do Ensino em Escolas da Rede Pública” in 2011. It gathered teachers from three different public schools to elaborate on “Language practices in different areas of knowledge”. The study, which is in line with the qualitative-interpretivist paradigm of the research, uses the project (PLIEP) to focus on two teachers and my identity crisis, opting for
the case study methodology.The study is guided by a vision of education as a responsible act (Szundy, 2014) based on conceptions of language drawn by the Bakhtin Circle (1920-24 [2012]) and understands the continued education in the epistemological bias of the communities of practice (WENGER, 1998). The data are addressed in accordance to the sociolinguistic microanalysis and the theoretical-analytical construct used is the alignment category (GOOFMAN,2002). The analysis indicates that teachers faced difficulties related to the management of the school where they worked,and, upon developing the interdisciplinary project required by the last module professor, they did not notice concrete changes in their pedagogical
practices after the PLIEP. They understand that the academy contemplates theory, but seems to move away from practice. They attribute this fact to the possible distancing of professors from the elementary school. However, they are pleased to participate in the project in subtle moments. Different from the two teachers, it can be said that my micro (de)stabilizations throughout the PLIEP in relation to my continuous development and interdisciplinarity now occupy a space of total (re)signification.

Keywords: Continued Formation; Community of Practice; Interdisciplinarity; Public school

 

Danuse Pereira Vieira

Título: Nós da/na trama docente: locus para (des)aprendizagens. Um estudo etnográfico sobre o uso das linguagens num contexto escolar em fragmentação.

Orientador(a):  Profa. Dra. Danuse Pereira Vieira

Páginas: 244

Resumo

O objetivo deste estudo é refletir sobre os usos da linguagem durante as aulas de uma professora da rede pública do Rio de Janeiro. Foi construída uma pesquisa etnográfica que
acompanhou a trajetória das aulas de uma docente de História dentro de uma escola da rede estadual do Rio de Janeiro. Esse colégio vivenciou diversas greves durante o período desta
pesquisa e passou por um processo de ocupação estudantil no ano de 2016. Por tais desestabilizações ecoarem diretamente no desenvolvimento deste trabalho, redirecionei a
trajetória de pesquisa e naveguei por rotas de desaprendizagens mútuas, trilhadas por mim e pela professora participante desta pesquisa. Para trazer o contexto situacional e
extrassituacional dessa escola in mundo, precisei me imundiçar e me embrenhar na multiplicidade de textos e discursos que circulavam na unidade em tela; portanto, destaquei a
circulação, as trajetórias e entextualizações contínuas na historicização de tal contexto. Para pensar na construção cooperativa entre mim e a professora participante com o foco nos usos da
linguagem, dividi nossa trajetória num continuum de tempo. Entrelaçando os quadros teóricos propostos por Bakhtin (1953 [2003]) e por Blommaert (2005), refleti sobre os usos das
linguagens e os processos de aprendizagem cooperativa construídos entre a pesquisadora e sua colaboradora numa escola em processos de desestruturação. Como interpretação dos resultados, indica-se que a relação construída entre a pesquisadora e a professora colaboradora foi marcada por discursos internamente persuasivos, com protagonismo ora de uma ora da outra. Frisam-se, também, dois resultados desta pesquisa: os abalos nos modos de fazer pesquisa da pesquisadora; e a tomada de consciência da professora colaboradora a respeito da possibildade de explorar os usos da linguagem em sala de aula.

Palavras-chaves: Usos da linguagem, (des)aprendizagem, fazer cooperativo, trajetórias textuais, etnografia.

Abstract 

This study aims to reflect upon the uses of language in a History class in a public school in Rio de Janeiro. The ethnographic research accompanied the trajectory of a teacher in a State school,
which experienced several strikes during the period of the research and a process of student occupation in 2016. As these destabilizations directly echoed in the development of this study,
I needed to redirect the research trajectory and navigate through mutual (un)learning routes, which were trailed by the teacher and I. In order to bring the situational and extra situational
context of this school in world, I needed to enter in the multiplicity of texts and discourses that circulated in it. Thus, the circulation, the trajectories and continuous intextualizations in the
historicity of such context are highlighted. In order to think about the cooperative construction between the researcher and the teacher having language uses as the focus, I divided our
trajectory in a time continuum. Entwining the frameworks proposed by Bakhtin (1953 [2003]) and Blommaert (2005), I reflected upon the uses of language and cooperative learning built
between the researcher and her collaborator in a school, which was in a dismantling process. As an interpretation of the results it is indicated that the relationship built between the researcher and the teacher was marked by internally persuasive discourses, with protagonism now and then. It also highlights two results of this research: the shakes in the researcher’s ways of doing research; and the collaborative teacher’s awareness of the possibility of exploring the uses of language in the classroom.

Keywords: Language uses, (un)learning, cooperative action, textual trajectories ethnography.

 

Erika de Freitas Coachman
Título: “Ele é pura diversão”: uma análise das performances cômicas do universo shakespeariano Orientador(a):  Prof. Dr. Marlene Soares dos Santos Páginas: 263 Resumo Analisar o riso provocado pelas performances cômicas shakespearianas faz parte de um esforço arqueológico, uma tentativa de reconstruir os significados transmitidos por essas representações à luz das crenças, valores e conhecimentos próprios do público da época elisabetana-jaimesca. Um dos principais obstáculos é o desafio imposto pela efemeridade das representações teatrais, repletas de improvisos, trejeitos, tons de voz e imprevistos que uma mera análise do texto dramático não é capaz de recuperar. Ao se propor o estudo das personagens cômicas do universo shakespeariano, esta tese concentra seu foco no que há de mais incontinente e imprevisível em seu teatro: a saber, as performances cômicas dos clowns. Revisitando as teorias sobre o riso e a comicidade, esta pesquisa busca elementos para entender o fenômeno do clown e suas funções no palco shakespeariano. Por último, é proposta uma tipologia das performances cômicas formada por sete categorias principais: os pedantes, os criados, os policiais, os trapaceiros, os rústicos, os bobos e os cavaleiros. O objetivo é entender as motivações dessas diferentes representações humorísticas e o que havia em comum entre elas, além de identificar as inspirações clássicas, medievais, folclóricas e contemporâneas que contribuíram para moldá-las. Palavras-chave: riso, clown, performance, Shakespeare e comicidade. Abstract  Analyzing the laughter provoked by Shakespearean comic performances is part of a major archaeological effort, an attempt to reconstruct the meanings transmitted by such representations, taking into account the values, beliefs and knowledges of ElizabethanJacobean audiences. One of the main obstacles is the challenge posed by the ephemerality of theatrical productions, filled with improvisations, facial expressions, tones of voice and unforeseen events that a mere analysis of the dramatic text is not capable of recovering. Aiming at studying the comic performances in the Shakespearean universe, this research concentrates its focus on what is most inconvenient and unpredictable about his theatre; that is, the clown’s comic performances. As it revisits theories on laughter and the comic, this thesis searches for elements to understand the phenomenon of the clown and his functions on the Shakespearean stage. Lastly, it also proposes a typology of comic performances formed by seven main categories: pedants, servants, constables, tricksters, rustics, fools and knights. The objective is to understand what these different humorous representations shared in common and identify which folk, classical, medieval and contemporary inspirations helped moulding them. Keywords: laughter, clown, performance, Shakespeare and the comic.  
Jacqueline Gomes Vicente
Título: Análise de material elaborado por uma professora autora do Ensino médio técnico federal: os novos letramentos no Processo de ensino e aprendizagem de leitura em inglês Orientador(a):  Profa. Dra. Paula Tatianne Carréra Szundy Páginas: 238 Resumo Considerando minha experiência profissional, observo que os materiais didáticos elaborados por professores vêm conquistando espaço e a preferência dos profissionais dos cursos técnicos da rede federal de educação. Consequentemente, observa-se uma profusão de materiais didáticos elaborados por professores e equipes pedagógicas com a finalidade de suprir as necessidades que esses profissionais acreditam não serem atendidas pelos livros didáticos. Contudo, esses materiais também têm sido alvo de questionamentos e pesquisa. Nesse sentido, o objetivo do presente trabalho é analisar um material didático para o ensino de leitura em língua inglesa que foi elaborado por uma professora com textos de diferentes gêneros do discurso, especificamente páginas iniciais, extraídos da Internet para alunos do ensino médio técnico do curso de automação industrial de uma instituição federal de ensino e, a partir daí, compreender como o ensino de leitura por meio de textos multimodais originados nas novas tecnologias favorece o desenvolvimento, a própria compreensão leitora e a consciência crítica do aluno que vai ingressar o mercado de trabalho. Para entender o corpus, apresento a revisão da literatura sobre linguagem (Bakhtin, [1953] 2003; Fabrício, 2006; Voloshinov, [1929] 2017), sobre ideologia linguística (Silverstein, 1979; Woolard, 1998; Bakhtin, 2006; Eagleton, 2007), sobre gêneros (Bakhtin, 2003; Dolz; Schneuwly, 2004; Costa, 2009), sobre a pedagogia dos letramentos (Cope e Kalantzis,1999; 2012; Rojo, 2012; Signorini, 2012; Kalantzis; Cope, 2012), sobre os multiletramentos (Kress e van Leeuwen, 2003; Kalantzis; Cope, 2006; Signorini, 2010; Rojo, 2013), e sobre as categorias da linguística sistêmico-funcional (Halliday e Matthienssen, 2004, 2004; Martin; White 2005; Halliday; Matthiessen, 2014). A metodologia de pesquisa se constitui pela seleção de cento e vinte atividades de leitura encontradas no arquivo da instituição de ensino envolvida nesta pesquisa com a finalidade de análise daquelas que tivessem a estrutura mais recorrente, portanto, treze atividades do total. Assim, o corpus foi submetido à análise para responder a primeira questão de pesquisa relativa às dimensões da pedagogia dos letramentos – didático, funcional e crítico – de Kalantzis e Cope (2012) que podem ser apontados no processo de elaboração do material. Subsequentemente a essa análise, as semioses encontradas neste corpus foram analisadas à luz do subsistema Ideal-Real do sistema de valora da informação, do subsistema campo visual do sistema de saliência e do sistema de enquadramento de Kress e Van Leeuwen (2006), bem como pelos construtos teóricos dos multiletramentos de Cope e Kalantzis (2012). Como proposto na terceira questão de pesquisa, os enunciados das atividades tiveram seus verbos interpretados com o auxílio do sistema de transitividade da metafunção ideacional de Halliday e Matthiessen (2014). Para finalizar a análise do corpus, a dimensão de significado ideológico dos multiletramentos de Cope e Kalantzis (2012) e o subsistema de engajamento do sistema de avaliatividade de Martin e White (2005) foram utilizados para interpretar as ideologias projetadas pelas atividades. Os resultados da análise de dados revelam que a elaboração do material tem resquícios dos letramentos didático e funcional, não contemplando dimensões do letramento crítico e usando as imagens como mera ilustração para o layout das atividades. Quanto aos processos da linguística sistêmico funcional encontrados nos enunciados, observo que são prioritariamente materiais, exigindo uma postura passiva do aluno ao requerer apenas que ele execute tarefas sem questioná-las. Palavras-chave: Linguagem; Ideologia Linguística; Letramentos; Multiletramentos; Material Didático Elaborado por Professores. Abstract  Considering my professional experience, I observe that teachers-generated materials have been attracting educational professionals’ preferences related to technical courses in English language teaching in the federal education sector. Consequently, a great variety of didactic materials have been developed by teachers and teaching teams, in order to meet the needs which these professionals believe are not met by textbooks. However, these materials have also been subject to criticism and research. In this sense, the objective of this work is to investigate a teacher-generated material for reading comprehension in English language based on texts of different genres, specially homepages, that was elaborated by an English language teacher working for a federal technical high school and focusing the Automation course. Henceforth, to understand how the teaching of reading comprehension through multimodal texts originated from new technologies can favor the process of reading comprehension itself and students’ critical awareness before facing the world of employment. In order to understand the corpus, I review the literature on language (Bakhtin, [1953] 2003, Brazil, 2000, Fabrício, 2006, Voloshinov, [1929] 2017), on linguistic ideology (Silverstein, 1979; Woolard, 1998; Bakhtin, 2006; Eagleton, 2007), on discourse genres (Bakhtin, 1957; Dolz; Schneuwly, 2004; Costa, 2009), on literacies (Cope; Kalantzis,1999; 2012; Rojo, 2012; Signorini, 2012; Kalantzis; Cope, 2012), on multiliteracies (Kress; van Leeuwen, 2003; Kalantzis; Cope, 2006; Signorini, 2010; Rojo, 2013) and on Funcional-Systemic Linguistics (Halliday, 2004; Martin; White 2005; Halliday; Matthiessen, 2014). The research methodology consists of the selection of one hundred and twenty reading activities found in the archive of the educational institution involved in this research for the purpose of analyzing ten percent of this total. Thus, the corpus was submitted to the analysis to answer the first question of research concerning the types of exercises proposed by its author, thus it was observed in the light of Kalantzis and Cope’s (2012) didactic, functional and critical literacies. After this, semiosis found in this corpus were analyzed considering Kress and Van Leeuwen’s (2006) information value, salience and framing systems, as well as Cope and Kalantzis’ (2012) Multiliteracies theoretical constructs. Considering the second research question, the exercises’ instructions had their verbs interpreted by Halliday and Matthiessen’s (2014) transitivity. And finally, Cope and Kalantzis’ (2012) Multiliteracies ideological dimension as well as Martin and White’s (2005) engagement theory were used to interpret the ideologies projected by the activities. The results of the data analysis reveal that the elaboration of the material has traces from didactic and functional literacies, not considering the instances of the critical literacies and using the images as a mere illustration of the activities’ layout. In relation to the processes (Halliday; Matthiessen, 2014) found in the instructions, I construed that they are primarily the material ones, requiring a passive attitude from the students who are expected to perform tasks without questioning them. Keywords: Language, Linguistics Ideologies; Literacies; Multiliteracies; Teacher-Generated Materials.  
Júlio Cesar Salles Boaventura
Título: Suburbanos e farofeiros em trânsito: entre a fricção e a (re)construção textual de subjetividades fora do lugar. Orientador(a):  Profa. Dra. Branca Falabella Fabrício Páginas: 186 Resumo O objetivo desta tese é investigar as trajetórias textuais que engendram relações sócio-espaço-raciais conflituosas entre moradores de diferentes regiões da cidade do Rio de Janeiro. Foco, sobretudo, nas disputas semióticas constituídas em torno do acesso de moradores de comunidades pobres à orla da Zona Sul da cidade. Sob a metodologia de rastreamento textual (FABRÍCIO, 2014a; FABRÍCIO, 2014b; RYMES, 2012), exploro uma ampla cadeia discursiva, constituída por construções midiáticas advindas de diferentes e esparsas dimensões espaço-temporais. A partir dos conceitos de escala (LEMPERT, 2012; BLOMMAERT, 2015; BLOMMAERT; DE FINA, 2015; GAL, 2016; CARR; LEMPERT, 2016) e de cartografia comunicável (BRIGGS, 2005; 2007; 2011), analiso nessas publicações o modo como a audiência é interpelada, segundo padrões metapragmáticos específicos, e os efeitos sócio-semânticos decorrentes. Nesses gestos interpretativos, crio inteligibilidade a partir do confronto entre as minhas perspectivas escalares e as projetadas nos eventos comunicativos apreciados. Abordo também as recontextualizações de algumas dessas produções em interações disponibilizadas nos ambientes digitais investigados, privilegiando os trabalhos escalares que projetam mudanças na correlação de forças em jogo. No percurso textual selecionado, debruço-me sobre uma série de acontecimentos discursivos, performativamente interligados, que trata da antecipação da operação verão de 2015 – com o início das blitz policiais nos acessos à orla da Zona Sul, da ação violenta de “justiceiros” e do evento do Facebook denominado Farofaço. A análise demonstrou que a mobilização de significados moderno-coloniais e civilizatórios em determinados textos constituiu cartografias comunicáveis hegemônicas que subjetivaram subalternamente pretos, favelados e suburbanos. Outrossim, o movimento analítico também indicou que, apesar da ampla sustentação social, tal comunicabilidade foi criativamente refutada por potentes recontextualizações nos ambientes interacionais investigados, ensejando a emergência de novas histórias e performances que reinventam as relações intersubjetivas nos espaços públicos e projetam uma cidade mais democrática e afeita à heterogeneidade e à mistura de existências. Palavras-chave: Farofaço, escala, performatividade, comunicabilidade, biopolítica, necropolítica, colonialidade do poder, gnose liminar Abstract  The objective of this dissertation is to investigate the textual trajectories that engender conflicting social-spacial-racial relationships among residentes from different places in Rio de Janeiro. I focus, above all, on semiotic disputes constituted about the access of poor communities residents to the beaches of the South Zone of Rio de Janeiro. The metodology which guides the research is a textual tracking (FABRÍCIO, 2014a; FABRÍCIO, 2014b; RYMES, 2012) – I explore a wide discursive chain, constituted by media constructions that come from different and sparse spacial-temporal dimensions. Based on the concepts of Scale (LEMPERT, 2012; BLOMMAERT, 2015; BLOMMAERT; DE FINA, 2015; GAL, 2016; CARR; LEMPERT, 2016) and Communicable Cartography (BRIGGS, 2005; 2007; 2011), I analyse the way the audience is interpelled in these publications according to specific metapragmatic patterns and the social semantic arising effects. In these interpretative gestures, I create intelligibility by means of the confront between my scale perspectives and the scale perspectives projected in the communicative events observed. I also approach the recontextualizations of some of these productions in interactions available in the digital network studied, specially focusing on the scale works that forecast changes in the correlation of forces involved. In the textual route chosen, I concentrate on a range of discursive happenings performatically connected, that focus on the antecipation of “Operação Verão 2015” – with blitz operations on the way to the beaches of the South Zone of Rio de Janeiro, on the violent actions of “Justiceiros”, and on the Facebook event named “Farofaço”. The analyses demonstrated that the mobilization of modern-colonial and civilizing meanings in certain texts constituted hegemonic communicable cartographies that produced subordinate “pretas, faveladas e suburbanas” subjectivities.  On the other hand, the analytic movement also indicated that, although the wide social support, this communicability was creatively refuted by powerful recontextualizations in the social networks interactions studied, allowing the emergence of new stories and performances that recreate the intersubjective relationships in public spaces and project a more democratic city, that welcomes heterogeneity and multiple human existences. Keywords: Farofaço, scale, performativity, communicability, biopolitics, necropolitics, coloniality of power, border gnosis.
Luciana Nunes Viter

Título: Aprendendo a aprender idiomas com recursos digitais

Orientador(a):  Profa. Dra. Kátia Cristina do Amaral Tavares

Páginas: 232

Resumo

Este trabalho pretende investigar a integração de recursos digitais às práticas de aprendizagem de alunos de um curso de língua inglesa e seu engajamento e necessidades relacionadas a esse contexto. As questões de pesquisa são: 1) Em quais estratégias de aprendizagem mediadas por tecnologias digitais os estudantes efetivamente se engajaram durante e ou após o curso do qual participaram? Quais características dessas estratégias favoreceram seu engajamento? 2) Quais necessidades desses estudantes com relação à integração do uso de recursos digitais
aos seus processos de aprendizagem da língua inglesa foram evidenciadas e atendidas no contexto investigado? E quais não foram? Por quê? O estudo fundamenta-se em uma revisão teórica sobre engajamento discente (APPLETON; CHRISTENSON; FURLONG, 2008; PARSONS; RESCHLY; CHRISTENSON, 2012; TAYLOR, 2011; TROWLER, 2010; ZYNGIER, 2009, entre outros), variáveis motivacionais do engajamento (RYAN; DECI, 2000, 2011, 2012; THOMAS, 2002, 2012, entre outros), estratégias para aprendizagem de idiomas (BENSON, 2013, 2014; OXFORD, 2017, entre outros), integração de tecnologias ao ensino-aprendizagem de idiomas (BAX, 2003; BLAKE, 2013; CHAPELLE, 2008; GODWIN-JONES, 2016; REIS, 2013; WALKER, WHITE, 2013; WARSCHAUER, 1996, entre outros) e avaliação da integração de tecnologias (ALBERTS, 2013; CARROLL, 2004; VERBEEK, 2005, entre outros). Os dados, gerados por questionários, registros de
interações on-line e entrevistas, indicam que os alunos efetivamente se engajaram em estratégias de aprendizagem mediadas por tecnologias quando estas eram, em sua maioria, ubíquas, simples, adequadas, variadas, efetivas, interativas e seguras. Além disso, os resultados revelam que as necessidades dos estudantes relacionadas à integração de recursos digitais evidenciadas no contexto pesquisado foram total ou parcialmente atendidas. Ao final da pesquisa, é proposto um modelo teórico para avaliar a integração de tecnologias em contextos de aprendizagem de línguas a partir dos achados da investigação. 

Palavras-chave: engajamento, integração das tecnologias, ensino-aprendizagem de idiomas.

Abstract 

This work intends to investigate the integration of digital resources to students learning practices in an English language course and their engagement and needs regarding this context. The research questions are: 1) In what technology-mediated learning strategies did students effectively engage during and after the course in which they participated? What characteristics of these strategies favored their engagement? 2) What needs of these students regarding the integration of digital resources in their English language learning processes were evidenced and met in the researched context? And which ones were not? Why? The study is based on a literature review of students’ engagement ((APPLETON; CHRISTENSON; FURLONG, 2008; PARSONS;
RESCHLY; CHRISTENSON, 2012; TAYLOR, 2011; TROWLER, 2010; ZYNGIER, 2009, among others), engagement motivational variables (RYAN; DECI, 2000, 2011, 2012; THOMAS, 2002, 2012, among others), language learning strategies (BENSON, 2013, 2014; OXFORD, 2017, among others), integration of technologies in language teaching and learning (BAX, 2003; BLAKE, 2013; CHAPELLE, 2008; GODWIN-JONES, 2016; REIS, 2013; WALKER; WHITE, 2013; WARSCHAUER, 1996, among others) and the evaluation of technologies integration (ALBERTS, 2013; CAROLL,
2004; VERBEEK, 2005, among others). The data, generated by questionnaires, records of online interactions and interviews, indicate that students effectively engaged in learning strategies mediated by technologies that were, mostly, ubiquitous, simple, adequate, varied, effective, interactive and secure. In addition, the results reveal that students’ needs related to integration of digital resources evidenced in the researched context were fully or partially fulfilled. At the end of the research, a theoretical model to evaluate technologies integration in language learning contexts is purposed from the findings of the investigation.

Keywords: engagement, technologies integration, language teaching and learning.

Valdiney da Costa Lobo

  Título: Educação de reexistência no ensino de língua espanhola: problematizando discursos racistas e xenófobos na produção de tiras em quadrinhos e de uma unidade temática

Orientador(a):  Prof. Dr. Rogério Casanovas Tilio

Páginas: 216

Resumo

Essa tese de doutorado tem por objetivo apresentar uma pesquisa autoetnográfica conceitualista (ADAMS; JONES; ELLIS, 2015), a partir da análise de atividades de letramento de leitura (TILIO, 2017) de uma unidade temática que aborda relações raciais no ensino de língua espanhola. A unidade foi preparada por mim e pensada para uma turma da primeira série do Ensino Médio do Colégio Universitário da Universidade Federal Fluminense – COLUNI – UFF, onde atuo como docente. Como aporte acerca de questões identitárias e raciais plurais, não essencialistas e construídas socialmente, utilizo os pressupostos teóricos de Quijano (2000); Woodward (2006); Moita Lopes; Bastos (2010), Munanga (2008), Vidal (2012) e Baeninger (2012). Além disso, dialogo com os conceitos de culturas híbridas (CANCLINI, [1997] 2003), cultura dominante (HALL, [2003] 2013) e fluxos transculturais/translocais (PENNYCOOK, 2007). Nessa tese, construo a unidade temática em relação dialógica com a produção das tiras em quadrinhos (RAMOS 2009a) da Turma do Fulano/Fulano y su pandilla. Sob tal viés, as tiras buscam apontar para letramentos de reexistência (SOUZA, 2011) que visam a contribuir para a problematização de vontades de verdade nas estruturas de longa duração (FOUCAULT, [1970] 1999), sinalizando para microrreexistências cotidianas ressignificadas na linguagem (SOUZA, 2011). Nas tiras, os personagens principais são um adolescente brasileiro, negro, aluno de escola pública e uma imigrante boliviana adolescente residente no Brasil. Os personagens visam a contribuir para a
desaprendizagem (FABRICIO, 2006) de discursos racistas e xenófobos construídos nas relações de poder (FOUCAULT [1979] 1997), a partir de seus posicionamentos linguístico-discursivos. As múltiplas semioses dos quadrinhos não se alinham somente a uma perspectiva contextual sociocultural, mas também histórica. As narrativas são perpassadas por efeitos de sentidos de humor (POSSENTI, 2010) e pretendem ressemantizar sentidos historicamente cristalizados da colonialidade do poder (QUIJANO, 2000) que contribuiram para deslegitimar indivíduos com os fenótipos negro (MUNANGA, 2008) e andino (VIDAL, 2012). Nesse viés, a elaboração das atividades de letramento de leitura da unidade temática perpassa a proposta pedagógica de educação de reexistência que desenvolvo nessa pesquisa. A análise que proponho busca observar/compreender se e como as atividades de letramento de leitura (nas etapas de pré-leitura, leitura e pós-leitura) elaboradas a partir das tiras da Turma do Fulano e de outros gêneros discursivos (BAKHTIN [1979] 1997) podem vir a contribuir para que os alunos repensem o racismo e a xenofobia, além de poder visibilizar a construção de práticas de reexistências a tais preconceitos, a partir dos posicionamentos linguístico-discursivos materializados nos textos do material didático (TOMLINSON; MASUHARA, 2013). Após o percurso analítico, observei que as atividades de letramento de leitura podem contribuir para três aspectos importantes: a reflexão e o posicionamento crítico acerca de preconceitos raciais e de nacionalidade construídos socio-historicamente; a compreensão da tira e dos demais gêneros discursivos como produções textuais elaboradas multissemioticamente, socialmente e historicamente que visam a produzir efeitos de sentidos nas interações com os interlocutores; e a observação da materialização léxico-gramatical de posicionamentos racistas e de reexistência em português e espanhol nos textos. Por fim, averiguei que, embora as materialidades linguísticas dos textos sejam problematizadas em algumas atividades de compreensão leitora, poderia haver uma maior incidência de questões que sinalizassem para os aspectos léxico-gramaticais da língua espanhola, com a finalidade de vir a contribuir para uma maior apropriação linguística dos discentes no ensino de língua espanhola no processo de educação de reexistência.

Palavras-chave: ensino de língua espanhola; educação de reexistência; autoetnografia conceitualista; Turma do Fulano (personagens fictícios); letramento de leitura.

Abstract 

Esta tesis de doctorado tiene como objetivo presentar una investigación autoetnográfica conceptualista (ADAMS; JONES; ELLIS, 2015), a partir del análisis de
actividades de literacidad de lectura (TILIO, 2017) de una unidad temática que abarca relaciones raciales para la ensenãnza de lengua española. He preparado el material didáctico para un grupo del primer año de la secundaria del Colegio Universitario de la Universidad Federal Fluminense – COLUNI – UFF, donde actuo como docente. Los aportes teóricos que uso acerca de cuestiones identitarias y raciales plurales, no esencialistas y construidas socialmente son los de Quijano (2000), Woodward (2006), Moita Lopes; Bastos (2010), Munanga (2008), Vidal (2012) y Baeninger (2012). Además, propongo un diálogo con los conceptos de culturas híbridas (CANCLINI, [1997] 2003), cultura dominante (HALL, [2003] 2013) y flujos transculturales/translocales (PENNYCOOK, 2007). En esta tesis, produzco  la unidad temática en relación dialógica con la elaboración de las tiras cómicas (RAMOS 2009a) de la Turma do Fulano/Fulano y su pandilla. Bajo esta orientación, las tiras intentan señalar para literacidades de reexistencia (SOUZA, 2011) que pretenden contribuir para la problematización de voluntades de verdades en las estructuras de larga duración (FOUCAULT, [1970] 1999), señalando para las microreexistencias cotidianas resignificadas en el lenguaje (SOUZA, 2011). En las tiras, los personajes principales son un adolescente brasileño, negro, estudiante de escuela pública y una inmigrante boliviana adolescente que vive en Brasil. Los personajes intentan contribuir para el desaprendizaje (FABRICIO, 2006) de discursos racistas y xenófobos construidos en las relaciones de poder (FOUCAULT [1979] 1997), a partir de sus posicionamientos linguístico-discursivos. Las múltiples semiosis de las tiras cómicas no se relacionan solamente a uma perspectiva contextual sociocultural, sino también histórica. Las narrativas se constituyen por los efectos de sentidos de humor (POSSENTI, 2010) y pretenden resemantizar sentidos históricamente cristalizados de la colonialidad del poder (QUIJANO, 2000) que han contribuido para deslegitimar individuos con los fenotipos negro (MUNANGA, 2008) y andino (VIDAL, 2012). Bajo esta orientación, la elaboración de actividades de literacidad de lectura de la unidad temática se basa en la
propuesta pedagógica de la Educación de Reexistencia que desarrollo en esta investigación. El análisis que propongo intenta observar/comprender si y cómo las actividades de literacidad de lectura (en las etapas de prelectura, lectura y poslectura) construidas a partir de las tiras cómicas de Fulano y su Pandilla y de otros géneros discursivos (BAJTÍN [1979] 1997) pueden venir a contribuir para que los estudiantes repiensen el racismo y la xenofobia, además de poder visibilizar la construcción de prácticas de reexistencias a estos prejuicios, a partir de los posicionamientos lingüístico-discursivos materializados en los textos del material
didáctico (TOMLINSON; MASUHARA, 2013). Tras la trayectoria de análisis, he observado que las actividades de literacidad de lectura puden contribuir para tres aspectos relevantes: la reflexión y el posicionamiento crítico acerca de prejuicios raciales y de nacionalidad construidos sociohistoricamente; la comprensión de la tira y de los demás géneros discursivos como producciones textuales elaboradas multisemioticamente, socialmente e históricamente que buscan producir efectos de sentidos en las interacciones con los interlocutores; y la observación de la materialización léxico-gramatical de posicionamientos racistas y de
reexistencia en portugués y español en los textos. Por fin, averigüé que, aunque las materialidades lingüísticas de los textos sean problematizadas en algunas actividades de comprensión lectora, podría haber una mayor incidencia de cuestiones que señalaran para los aspectos léxico-gramaticales de la lengua española, con la finalidad de poder contribuir para una mayor apropiación lingüística de los alumnos en la enseñanza de lengua española en el proceso de educación de reexistencia.

Palabras clave: enseñanza de lengua española; educación de reexistencia; Fulano y su Pandilla (personajes ficticios); autoetnografía conceptualista; literacidad lectora.

 

THESES DEFENDED IN 2017

Total number of theses defended: 4

Ana Paula Pires de Oliveira

Título: Ensinar-aprender inglês com uso de tecnologias digitais em contexto de inclusão de surdos: um estudo sob a perspectiva da teoria da atividade

Orientador(a):  Profa. Dra. Kátia Cristina do Amaral Tavares

Páginas: 289

Resumo

Esta pesquisa surgiu a partir de um projeto piloto (TAVARES, K.C.A e OLIVEIRA, A.P. P., 2014) cujos resultados apontaram a necessidade de a escola inclusiva planejar, em conjunto, ações a serem implementadas desde a inserção do aluno surdo em turmas regulares, no sexto ano de escolaridade, quando alunos surdos e ouvintes passam a conviver na mesma sala, além de estudar um novo idioma (inglês) e a receber a presença do intérprete. 
A pesquisa, de cunho etnográfico, buscou investigar como os participantes percebiam os diversos instrumentos mediadores, incluindo a interpretação em LIBRAS e tecnologias digitais enquanto aprendiam/ensinavam inglês. 
Os dados foram gerados a partir da gravação das aulas realizadas em uma turma inclusiva de sexto ano na sala de informática de uma escola pública no município de Duque de Caxias, Rio de Janeiro, e de relatos dos próprios participantes sobre esta prática, obtidos através de entrevistas e questionários. 
Os preceitos de Escola inclusiva e a concepção de Vygotsky sobre mediação formam a base teórica para a investigação e, para orientar a interpretação dos dados, optei por utilizar a Teoria da Atividade (TA) como arcabouço teórico de análise pelo fato de permitir a compreensão dos dados considerando os níveis individual e social interligados ao mesmo tempo, bem como a atividade em contexto, a historicidade dos elementos envolvidos e a multivocalidade dos sujeitos. 
Com foco nos conflitos e desafios, podemos inferir que a inclusão aconteceu; porém, ainda não em sua plenitude. A atividade, entretanto, gerou um movimento dialético que pode
propiciar mudanças na prática pedagógica dos docentes envolvidos, na busca de um ensino de línguas no qual sejam priorizadas as práticas sociais e a colaboração, em oposição a um
ensino descontextualizado e metalinguístico, no qual as tecnologias digitais de informação e comunicação podem apresentar-se como importantes aliadas e no qual o aluno seja seu
protagonista.

Palavras-chave: Surdez – Inclusão – Ensino/aprendizagem de língua inglesa -Teoria da Atividade – Tecnologia

Abstract 

This research emerged from a pilot project (TAVARES, K.C.A and OLIVEIRA, A.P.P, 2014) whose results pointed out the need of the inclusive schools to plan, together, actions to be implemented since the insertion of the deaf student in regular classes, in the sixth year of schooling, when deaf and listeners students stay in the same room, in addition to studying a
new language (English) and receiving the presence of the interpreter. 
The research, from an ethnographic perspective, aimed to investigate how the participants perceived the instruments of mediation available, as the interpretation in LIBRAS and the digital technologies while learning / teaching English. 
The data were generated from the recording of the classes held in a inclusive class of sixth year during the computer classes in a public school in Duque de Caxias, Rio de Janeiro,
and from the participants’ own reports about this practice, obtained through interviews and questionnaires.
The precepts of Inclusive School and Vygotsky’s conception of mediation form our theoretical basis for investigation and, to guide the interpretation of the data, I decided to use the Theory of Activity (TA) as a theoretical framework in the analysis by the fact that TA allows the understanding of the data, considering the individual and social levels interconnected at the same time, as well as the activity in context, the historicity of the elements involved and the multivocality of the subjects.
Focusing on conflicts and challenges, we can infer that inclusion happened; but not yet in its fullness. However, the activity generated a dialectical movement that can propitiate
changes in the pedagogical practice of the teachers involved, in the search for a language teaching in which social practices and colaboration be priorities, in opposition to a decontextualized and metalinguistic one, in which the digital technologies of information and comunication can be considered as important allies and in which the student can be its protagonist.

Keywords: Deafness – Inclusion – Teaching / learning English – Activity Theory -Technology

 

Edson de Siqueira Estarneck

Título: Ensinar-aprender inglês com uso de tecnologias digitais em contexto de inclusão de surdos: um estudo sob a perspectiva da teoria da atividade

Orientador(a):  Profa. Dra. Christine Siqueira Nicolaides

Páginas: 203

Resumo

Esta tese tem como objetivo compreender, sob uma perspectiva sociocultural (OXFORD, 2003), a autonomia (HOLEC, 1979 [1981]; BENSON, 2001, 2006b) de estudantes de graduação que se propõem fazer o curso de Letras Português-Inglês em uma instituição privada na Baixada Fluminense (Rio de Janeiro) sem o letramento da língua inglesa requerido nas ações cotidianas da faculdade. Ela busca expor a base do processo de autonomização relacionada a alguns poucos desses alunos que conseguem progredir ao longo do curso construindo simultaneamente a aprendizagem da língua de estudo, no seu aspecto de uso, e o
aprendizado sobre ela, concernente ao conhecimento para a formação de futuros professores de inglês. O trabalho, com base em pesquisa narrativa (BELL, 2002; BARCELOS, 2006; BASTOS; SANTOS, 2013; BARKHUIZEN; BENSON; CHICK, 2014; SWAIN; KINNEAR; STEINMAN, 2015), foca nas histórias dos participantes selecionados e nas elucidações que são trazidas por elas ao relacionar autonomia tanto no aspecto da motivação e da identidade dos sujeitos quanto na dinâmica de um sistema que interconecta estes (e outros) elementos, a fim de que aprendizes autônomos no processo de superação se mantenham em sua trajetória de formação na graduação. A pesquisa, portanto, se apoia também em teorias que contemplam as complexidades (LARSEN-FREEMAN, 1997; LARSEN-FREEMAN; CAMERON, 2008; PAIVA, 2005, 2006; KING, 2016; VAN LIER, 2004; MERCER, 2014a, 2014b, 2015a, 2015b, 2016) como base teórico-metodológica. Ela explicita uma compreensão da autonomia marcada no indivíduo que vai além da dicotomia simplista social/individual e se apoia na perspectiva da realidade complexa que funde originalmente essa polarização à luz da visão sociocultural de Vygotsky (1978 [1991]) e da teoria enunciativa de Bakhtin (1929 [2006], 1979 [1997]). Como resultado da investigação, compreende-se a autonomia pela perspectiva corporificada do ‘eu’ no sujeito, que embora seja múltiplo em diversas personificações, é unificado pela contribuição do ‘eu autônomo’, como avaliador atual das experiências imaginadas de futuro e daquelas marcadas histórico-culturalmente no sistema do ser.

Palavras-chave: Autonomia sociocultural. Identidade. Motivação. Aprendizagem de língua inglesa. Narrativa.

Abstract 

This thesis aims to understand, through the sociocultural perspective (OXFORD, 2003), the autonomy (HOLEC, 1979 [1981]; BENSON, 2001, 2006b) of undergraduate students at the Faculty of Languages Portuguese-English in a private university in Baixada Fluminense (Rio de Janeiro) who lack the proper English literacy required for day-to-day interactions in the program. It searches for presenting the basis of the autonomous process related to few of those students who manage to progress in the program when they not only learn the target language itself, in the aspect of use, but also gain knowledge for their development as future English teachers. This work, based on narrative inquiry (BELL, 2002; BARCELOS, 2006; BASTOS; SANTOS, 2013; BARKHUIZEN; BENSON; CHICK, 2014; SWAIN; KINNEAR; STEINMAN, 2015), focuses on the selected participants’ histories and on their clarification that relate autonomy not only to aspects of motivation and identities but also to the dynamics of a system which interconnects them (and other elements), so that autonomous learners in their overcoming process keep on track until graduation. The research therefore also leans on complexities theories (LARSEN-FREEMAN, 1997; LARSEN-FREEMAN; CAMERON, 2008; PAIVA, 2005, 2006; KING, 2016; VAN LIER, 2004; MERCER, 2014a, 2014b, 2015a, 2015b, 2016) as a theoretical and methodological foundation. It exposes an understanding of autonomy which goes beyond the simplistic social-individual dichotomy, and relies on the complex perspective which originally fuses such polarization in the light of Vygotsky’s sociocultural perspective (1978 [1991]) and Bakhtin’s theory of utterance (1929 [2006], 1979 [1997]). In the research findings, autonomy is understood as one’s embodied ‘self’ in the individual, yet multiple in many personifications. It is unified by the contribution of the ‘autonomous self’, which plays the role of evaluating experiences as one’s imagined future and those as one’s historical-sociocultural background represented in the self-system.

Keywords: Sociocultural autonomy. Identity. Motivation. English language learning. Narrative.

 

Hellem da Silva Espíndola

Título: Quem pode “dar um rolé” no shopping? – a performatividade das falas do rolezinho na cidade do Rio de Janeiro

Orientador(a):  Profa. Dra. Branca Falabella Fabrício

Páginas: 190

Resumo

Nesta tese, proponho a investigação de cartografias comunicáveis na fala do fenômeno conhecido por rolezinho. Tais eventos criados pelo Facebook para acontecerem em shoppings de cidades brasileiras reuniram um grande número de jovens (especialmente das periferias) para conversar, paquerar, passear. No Rio de Janeiro, a rápida circulação de um dos convites virtuais para um rolezinho no Shopping Leblon somou mais de seis mil confirmações em menos de dois dias, virando notícia em toda a mídia e alarmando clientes e lojistas. Considerando as inúmeras entextualizações em vários meios de comunicação dentro e fora do Brasil espalhadas por um modelo de circulação multidirecional, acompanho parte das trajetórias traçadas pelos textos sobre o rolezinho, trilhando suas cartografias comunicáveis e os efeitos de sentido gerados. Nos textos que circulam, aponto para os embates de sentidos e para as diferentes
indexicalidades de rolezeiros e rolezinhos, que delineiam modelos metapragmáticos variados, apontando para os embates semióticos travados cotidianamente. Concentro-me nos comentários postados na página do evento “Rolezinho do Shopping Leblon”, criado no Facebook, no portal online G1, na página “Estadão” no Facebook e em dois canais na plataforma de vídeos YouTube. Metodologicamente, sigo as trajetórias textuais nos espaços interacionais mencionados à luz da etnografia na Internet (Hine, 2015). A análise indica que os embates semióticos nestes espaços indexicalizam uma longa história de preconceitos. Contudo, também fica evidente que os controles biopolíticos operam entrelaçados a lutas e resistências, apontando para performances rolezeiras potentes em práticas cotidianas de não assujeitamento. Isso nos faz pensar sobre a modernidade de modo mais positivo, a partir das possibilidades de luta que ela mesma criou. Sigo perspectivas não essencialistas e não deterministas da produção dos significados e ressalto que os textos resultam “de múltiplas jornadas interpretativas”
(Fabrício, 2014:6) acompanhadas de um feixe de forças vitais: o biopoder e a biopotência.

Palavras-chave: Rolezinho, comunicabilidade, indexicalidade, entextualização, biopoder, biopotência.

Abstract 

This dissertation aims to investigate the communicable cartographies in the phenomenum known as rolezinho. These events were organized via Facebook and gathered a huge number of young people (especially those coming from peripheries) in different shopping malls throughout Brazil to talk, chat, date and walk around. In Rio de Janeiro, the fast circulation of one of these online invitations, organized to happen in a fancy mall called “Shopping Leblon”, had more than six thousand followers in less than two days, calling the media attention and threatning customers and merchants. Taking into consideration the countless entextualizations in multiple media in Brazil and abroad, spread in a multidirectional kind of circulation, I follow part of the trajectories traced by the texts on rolezinho, tracking their communicable cartografies and the effects they generate. I observe the meaning struggles and the different indexicalities of
“rolezinhos”, building metapragmatic models which point to the everyday social conflicts. I concentrate on the comments posted on the “Rolezinho no Shopping Leblon” Facebook fanpage, on the online daily news G1, on the Facebook fanpage “Estadão” and on two YouTube channels. Methodologically, I follow the textual trajectories in the interacional spaces mentioned in the light of etnography for the Internet (Hine, 2015). The analysis indicates that the semiotic struggles indexicalize an old history of prejudice. However, it is also evident that biopolitical control works intertwined with struggles and resistence, which highlights powerful performances in everyday practices of non submission. This is something that makes us reflect on modernity in a more positive way, from the range of resistance possibilities which modernity itself made feasible. I am aligned to non essentialist and non determinist perspectives of the meaning  construction and I emphasize that texts are the result of “multiple interpretative journeys” (Fabrício, 2014:6) coexisting with a beam of vital forces: biopower and biopotencial.

Keywords: Rolezinho, communicability, indexicality, entextualization, biopower, biopotencial.

 

Márcia Cristina Campos de Almeida Carvalho

Título: O ensino de leitura online no laboratório de informática educativa dos anos iniciais do ensino fundamental: um estudo sob a perspectiva da teoria da  atividade

Orientador(a):  Profa. Dra. Kátia Cristina do Amaral Tavares

Páginas: 190

Resumo

Esta pesquisa se situa no campo da Linguística Aplicada e visa contribuir para o preenchimento da lacuna teórico-metodológica relativa ao ensino da leitura online nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Para tal, investigo os projetos e atividades de leitura online realizados no laboratório de Informática Educativa de uma escola pública federal do Rio de Janeiro, objetivando transformar o contexto estudado. Destaco a leitura online como um dos principais letramentos digitais (SOARES, 2002; FREITAS, 2010, BUZATO, 2006) a ser promovido pela escola. Em seguida, abordo aspectos relativos à leitura online e ao seu ensino (COIRO, 2003, 2011, 2014; LEU et al, 2013; COSCARELLI, 2010, 2012; LIBERALI et al, 2015). Partindo do pressuposto de que a agência de seus participantes é fundamental para a transformação do contexto, desenvolvo uma pesquisa crítica de colaboração (MAGALHÃES, 2012; PENNYCOOK, 2011) com aspectos interventivos (ENGESTRÖM, 2011; MAGALHÃES, LIBERALI, 2004) de cunho etnográfico (RODRIGUES-JÚNIOR, 2007) fundamentada nos princípios da Teoria da Atividade (ENGESTRÖM, 1987, 2002; ENGESTRÖM, SANNINO, 2010; DANIELS, 2011). Utilizando vários instrumentos de pesquisa, como observação de aulas, participação em reuniões de planejamento, entrevistas e questionários, além de coleta de documentos, este trabalho investiga o sistema de atividade “Desenvolver projetos e atividades de leitura online” inserido em uma rede de atividades altamente imbricada, buscando evidenciar os conflitos e contradições que possibilitem o movimento de transformação do contexto. A análise dos dados é dividida em dois blocos.
No primeiro, é descrito e analisado o sistema de atividade investigado, os seus componentes e as suas relações com outros sistemas de atividade. No segundo, as contradições e os
conflitos evidenciados no sistema de atividade são abordados. Os resultados indicam a necessidade de formação contínua pautada na prática e, de preferência, inserida no contexto
da atuação docente. Além disso, apontam para o envolvimento de toda comunidade escolar na reflexão crítica para a transformação da prática, visando desenvolver projetos e atividades
de leitura online mais significativos, que desafiem o aluno a adotar uma postura crítica diante da enorme quantidade de informações disponíveis na internet.

Palavras-chave: letramentos digitais, ensino de leitura online, Anos Iniciais do Ensino Fundamental, Teoria da Atividade

Abstract 

This research is situated on the interface of Applied Linguistic and aims at contributing to fill in the theoretical-methodological gap regarding the teaching of online reading in the Elementary School. To do so, I investigate the projects and activities on online reading carried out in the computer lab of a federal public school in Rio de Janeiro, with the intention to transform such pedagogical context. I emphasize that online reading is one of the most important digital literacies (SOARES, 2002; FREITAS, 2010, BUZATO, 2006) to be promoted in the school. Then, I discuss aspects of online reading itself and its teaching (COIRO, 2003, 2011, 2014; LEU et al, 2013; COSCARELLI, 2010, 2012; LIBERALI et al, 2015). Assuming that the agency of its participants is fundamental for the transformation of the context, I conduct a critical and collaborative research (MAGALHÃES, 2012; PENNYCOOK, 2011) with intervention (ENGESTRÖM, 2011; MAGALHÃES,
LIBERALI, 2004) and ethnographic aspects (RODRIGUES-JÚNIOR, 2007) based on the Activity Theory (ENGESTRÖM, 1987, 2002; ENGESTRÖM, SANNINO, 2010; DANIELS, 2011). Using several research tools, such as class observation, participation in planning meetings, interviews and questionnaires, as well as document collection, this work investigates the central activity system “Developing online reading projects and activities” inserted in a network of activities highly imbricated, intending that the highlighted conflicts and contradictions may favor the movement towards the context transformation. Data analysis is divided into two parts. In the first one, the central activity system, its components and relations with other activity system are described and discussed. In the second, the contradictions and conflicts are approached. The results show the need of teacher continuing education, preferably in-service formation guided by practice experience. In addition, they point to the engagement of the whole school community in the critical reflection towards the the development of more significant online reading projects and activities, which challenge the student to take a critical approach to the enormous amount of information available on the internet.

Keywords: digital literacies, online reading teaching, elementary school, Activity Theory.

 

COORDENAÇÃO

Coordenador:
Prof. Dr. Rodrigo Borba
Vice-Coordenadora:
Prof(a).  Dr(a). Branca Falabella Fabrício
Secretária:
Solange Tristão

ATENDIMENTO

segunda à sexta:
09h às 17h

Telefone:
21 3938-9701

E-mail:
laplicada.interdisciplinar@letras.ufrj.br

ENDEREÇO

Programa de Interdisciplinar de Linguística Aplicada  (PIPGLA)
Av. Horácio de Macedo, 2151. Sala F-317
Cidade Universitária — Faculdade de Letras da UFRJ.
CEP 21941-917.
Rio de Janeiro — RJ